WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

Até ser Cristo formado em vós

47 Views
FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS

No dia em que Deus nos disser que deixemos de fazer todos os nossos esforços para o evangelho, cada um de nós contemplará sua vida passada no caminho da fé. Todas as nossas pegadas deixadas pelo evangelho serão gravadas no céu, e seremos julgados pelos trabalhos realizados no evangelho, e veremos se merecemos receber as bênçãos celestiais.

Antes que esse dia chegue, temos que refletir se realmente estamos preparados para entrar no reino dos céus. Como vemos na parábola das dez virgens, cinco estiveram preparadas para receber o noivo, enquanto as outras cinco não estiveram completamente preparadas e perderam a sua oportunidade de entrar nas bodas (Mt. 25:1-13).

Há muitas coisas que devemos preparar. O primeiro e o mais essencial é ter completamente Deus em nós. É importante saber se dependemos dele absolutamente ou não. Devemos evitar todos os tipos de pensamentos e desejos mundanos que nos guiam à morte eterna, e sempre habitar com Deus ao invés de fazer coisas sem sentido, ocupando o precioso tempo que Deus nos tem dado. Crendo firmemente que todas as profecias se cumprirão sem falta, devemos esforçar-nos em salvar almas, sem perder um minuto, nem um segundo.

Nosso corpo é o templo de Deus

Nosso corpo é um lugar onde Deus habita, quer dizer, o templo de Deus. Nós, o povo de Deus, devemos pôr sempre Deus no centro da nossa vida, e ser santos, como Deus é santo.

『Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado.』 1Co. 3:16-17

Este versículo diz que se alguém profana o templo de Deus, Deus o destruirá. O templo de Deus é profanado através da idolatria. Na história do Antigo Testamento, podemos ver que quando o templo de Deus se enchia de todo tipo de ídolos, provocava a ira de Deus e, em consequência, muitos desastres ocorriam. Pelo contrário, os reis Ezequias e Josias purificaram o templo de Deus destruindo todos os ídolos depois de celebrar a Páscoa; assim puderam receber as bênçãos de Deus.

Se não compreendermos corretamente que Deus vive em nós, cometeremos atos muito tontos como adorar ídolos em lugar de Deus. Isto é similar ao que os israelitas fizeram. Eles diziam adorar a Deus, mas adoravam todo tipo de ídolos, como Baal e Asera, dentro do templo de Deus. Ainda assim, não puderam dar-se conta deste fato.

Recordando sempre que somos templo de Deus, temos que cumprir nossa função como templo de Deus: como templo de Jeová na época do Pai, como templo de Jesus Cristo na época do Filho, e como templo do Espírito e da Noiva (Deus Elohim) na época do Espírito Santo. O apóstolo Paulo sempre teve Deus dentro de si.

『Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.』 Gl. 2:20

『Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo … Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus.』 Gl. 6:14-17

“Com Cristo estou juntamente crucificado.” Com esta palavra, o apóstolo Paulo quis dizer que o que vivia dentro de si mesmo já morreu. Quando nosso pecado for crucificado e só Cristo viver em nós, poderemos ser verdadeiros cristãos.

Paulo se esforçou muito para ajudar o povo de Deus a encher seus corações com o amor de Cristo, e não com as coisas mundanas, ensinando-lhes a palavra de Deus e dando-lhes esperança do céu e confessando sua fé em público. Fazendo isto, começou a participar dos sofrimentos de Cristo.

Sejam a imagem e o aroma de Cristo

Se tivermos Deus dentro de nós, a sua vontade e obra se manifestará a nós. Se alguém usar perfume, os demais sentirão a fragrância daquela pessoa. Da mesma maneira, se tivermos Deus dentro de nós, emitiremos o aroma de Deus.

Os que abraçam a Deus Elohim têm o ardente fervor de Deus Elohim para salvar toda a humanidade. Esses filhos de Deus têm o aroma do Pai e da Mãe celestiais, que não esmagam a cana quebrada, nem apagam o pavio que fumega, e que amam e esperam pacientemente seus filhos que se voltem ao caminho do arrependimento e da salvação.

Em todas as épocas, as pessoas têm se esforçado para cultivar a mente e o coração, mas ninguém tem obtido uma personalidade perfeita com seus próprios esforços. A nossa personalidade mudará naturalmente se nós tivermos Deus dentro de nós.

Somente quando Cristo vive em nós, podemos participar da “natureza divina” (2Pe. 1:4). O apóstolo Paulo compreendeu completamente e nunca duvidou em realizar todos os esforços para Cristo viver nele e até Cristo ser formado nos membros da igreja.

『Meus filhos, por quem, de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós.』 Gl. 4:17-19

Os membros da igreja primitiva atravessaram muitas provas e cometeram muitos erros, até Deus ser formado neles. Antes de receberem completamente Deus em seus corações, desviaram-se da verdade alguns membros das igrejas de Corinto e Galácia etc. Alguns deles amaram mais este mundo e deixaram a verdade, como Demas o fez. O coração do apóstolo Paulo se entristeceu muito por eles, e com prazer sofreu as dores de parto por todos os seus membros até ao ponto de Cristo ser completamente formado em suas mentes e corações.

A não ser que Deus seja formado em nós, não poderemos participar da natureza divina descrita na Bíblia. Como Jesus disse: “Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto” (Jo. 15:1-8), podemos ganhar o fruto do Espírito Santo se chegarmos a ser um com Deus. Por isso, Deus disse por meio do apóstolo Paulo o seguinte:

Ninguém pode ir ao céu sem ser transformado

『Digo, porém: andai no Espírito … Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne … Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas … não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam. Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros.』 Gl. 5:16-26

Se vivermos no Espírito, os desejos deste mundo não terão lugar em nossa mente. Quando deixarmos o Espírito dirigir nossas vidas, todos os desejos da nossa natureza pecaminosa serão eliminados. Mesmo assim, se vivermos segundo a natureza pecaminosa, nossos corações não estarão cheios dos desejos do Espírito.

Os que vivem seguindo os desejos da carne não poderão herdar o reino de Deus. A Bíblia diz repetidamente que ninguém poderá entrar no reino dos céus se participar das obras infrutíferas das trevas.

『Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo nos amou … Mas a impudicícia e toda sorte de impurezas ou cobiça nem sequer se nomeiem entre vós, como convém a santos; nem conversação torpe, nem palavras vãs ou chocarrices, coisas essas inconvenientes; antes, pelo contrário, ações de graças. Sabei, pois, isto: nenhum incontinente, ou impuro, ou avarento, que é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus … andai como filhos da luz (porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade), provando sempre o que é agradável ao Senhor. E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as.』 Ef. 5:1-14

Os versículos antes mencionados nos dizem como devemos viver nossas vidas. Eu acho que a maioria de vocês tem compreendido estas palavras e vivem uma vida cheia de graça. Embora dizendo que vivem uma vida cheia de fé, se alguns dentre vocês esquecem por enquanto a grande obra de salvar almas por serem absorvidos pelas obras vãs da carne, devem desfazer-se delas sem hesitar.

Quando Deus olha do céu, a terra não é mais que um ponto de pó ou uma gota de água num balde. Para salvar as almas que vivem neste pequeno mundo, Deus deixou toda a sua glória no céu e percorreu um caminho humilde, tomando a semelhança humana. Se o amor de Deus mora em nós, qual deveria ser a nossa principal preocupação? Deveriam ser as seguintes preocupações: “O que devo fazer para guiar uma alma à salvação?” “Como posso ajudar a guiar corretamente uma alma à salvação?” Se Deus Elohim vive e trabalha dentro de uma pessoa, a grande preocupação dela será a de salvar almas.

O que acontece com aquele cujo coração está cheio de idolatria? Está mais preocupado em exaltar-se, ao invés de pensar no que deve fazer para ajudar os irmãos e guiá-los à salvação. O diabo engana as pessoas com várias tentações. O quanto sofrerá Deus ao ver que seus filhos se rendem diante dessas coisas vãs e vazias?

Podemos renascer como seres perfeitos se tivermos a mentalidade de entregar-nos em salvar as almas, como Cristo fez. Um oleiro faz o barro e molda repetidamente o vaso até que esteja perfeito. Se o vaso ficar perfeito e agradável aos olhos do oleiro, ele não precisará rodar o barro novamente, nem porá no forno, também não passará esmalte, não é assim? Depois de termos conseguido a natureza de Cristo em nós, devemos esperar esse dia de Deus.

Viver a vida que Cristo nos ensina

Os santos de Deus, que guardam os mandamentos, devem pôr em prática o que Ele lhes ensina. Se o Pai e a Mãe vivem em nós, devemos concentrar nossa mente e nossa alma na salvação de toda a humanidade, da mesma maneira que o Pai e a Mãe deixaram seu esplêndido trono e vieram a esta terra para nos salvar.

『Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade … Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo … Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem … Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia. Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.』 Ef. 4:17-32

Deus nos diz que vivamos uma vida justa e santa, amando-nos uns aos outros. Ele nunca nos diz que nos entreguemos à dissipação, ao ciúme e à queixa. Devemos examinar-nos cuidadosamente e ver se estamos vivendo como Deus nos ensinou. Sem passar por este processo, ninguém pode entrar no reino dos céus.

Sejamos compassivos e generosos uns aos outros. Se o Pai e a Mãe viverem em nossos corações, seremos indiferentes à raiva, ao ciúme e à inveja, e aí nos esforçaremos ao máximo para guiar os irmãos pelo reto caminho da salvação, pondo Deus nos corações deles, ainda que soframos as dores de parto, como o apóstolo Paulo sofreu. Quando nossos corações se comovem com esta obra tão significativa, cada um de nós pode ser chamado de verdadeiro cristão com o coração de Cristo.

O Pai e a Mãe nos têm selado com a promessa de dar-nos o Espírito Santo e fazer-nos os filhos da promessa, para que possamos herdar o reino dos céus. Como Isaque que recebeu a herança de Abraão, através da promessa de Deus, nós seremos “filhos da promessa como Isaque” (Gl. 4:28). O que acontecerá se descuidarmos da palavra de Deus, e nos irritarmos facilmente, pensando que iremos ao reino dos céus porque temos recebido a promessa de Deus? Poderemos entrar nele? Certamente não poderemos. Deus diz que mesmo o que tem recebido a bênção pode ser privado dela no caso de se tornar indigno, e será julgado segundo a palavra de Deus.

Deus Elohim nos dá a água purificadora

Agora devemos apressar-nos e preparar-nos para que Cristo seja formado em nós. Embora nossa personalidade não mude da noite para o dia, devemos esforçar-nos, deixando de pensar: “Não posso fazê-lo”. Se tivermos somente o Pai e a Mãe em nós, resolveremos todos os nossos problemas.

Através da Bíblia vamos verificar que o Pai e a Mãe celestiais nos limpam dos nossos pecados e das nossas impurezas por meio da água da vida.

『Naquele dia, haverá uma fonte aberta para a casa de Davi e para os habitantes de Jerusalém, para remover o pecado e a impureza.』 Zc. 13:1

『Naquele dia, também sucederá que correrão de Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar oriental, e a outra metade, até ao mar ocidental; no verão e no inverno, sucederá isto.』 Zc. 14:8

『Tomar-vos-ei de entre as nações, e vos congregarei de todos os países, e vos trarei para a vossa terra. Então, aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei. Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne.』 Ez. 36:24-26

Foi o nosso Deus Pai, o Espírito Santo, quem veio em nome de Davi nesta época. E a Jerusalém lá de cima representa a nossa Mãe (Gl. 4:26). A Bíblia diz que haverá uma fonte aberta para a casa de Davi e para os habitantes de Jerusalém, para remover o pecado e a imundícia. Segundo esta profecia, o Pai e a Mãe estão purificando do pecado e da imundícia os filhos que permanecem neles, com a água da vida. Deus nos purifica com a água da vida e nos põe um novo espírito. Ele quebra o coração de pedra que nos faz estar irritados e desviar da verdade pelas palavras que magoam, e em troca nos dá um coração de carne. Isto é possível quando temos em nós o nosso Pai e a nossa Mãe, a fonte da água da vida. Se sempre pensarmos no Pai e na Mãe, e meditarmos cuidadosamente na vontade do Pai e da Mãe, poderemos ser transformados na imagem de Cristo, como o povo que aprendeu verdadeiramente de Cristo.

『O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.』 Ap. 22:17

O Pai e a Mãe nos chamam para que tomemos a água da vida gratuitamente. Nós, que temos sido convidados a este banquete, devemos ter sempre o Pai e a Mãe dentro de nós. Revisemos todas as coisas que não têm nada a ver com a nossa salvação, tais como pelejar, irritar-nos e impacientar-nos, considerando a vontade do Pai e da Mãe. “Se o Pai e a Mãe estivessem nesta situação, se irritariam e falariam grosseiramente? Descuidariam do seu ministério de pregação do evangelho por estas coisas?” Primeiro pensando nisso, sempre peçamos que o Pai e a Mãe estejam em nós.

Vejo que meus irmãos de Sião dia a dia estão se aperfeiçoando na fé, pondo sua fé em prática. Ouvi dizer que antes eles se irritavam facilmente com outros irmãos por coisas pequenas; porém, agora estes irmãos parecem lindos. Por isso, eles têm somente sua única esperança de que todos juntos vão ao reino dos céus, guardando sua fé até o fim. Os que não têm o coração de Deus poderiam considerá-los tontos e zombar deles. Não obstante, devemos ter Deus como centro de nossa vida e tentar viver segundo seus ensinamentos.

Não é fácil que Cristo se forme em nós. Ainda assim, Deus nos concede generosamente se lhe pedirmos constantemente. Peçamos ansiosamente ao Pai e à Mãe, para que sempre vivam em nós, então poderemos expandir o aroma de Cristo ao mundo inteiro. Espero que todos sejam os membros lindos da família de Sião, a ponto de ser Cristo formado em si mesmos, e que guiem muitas almas à salvação.

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS