WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

A Verdade da Igreja de Deus

A Igreja de Deus segue os ensinamentos da Bíblia que Deus nos permitiu.

Será que “Diferente” Significa “Errado”?

Apenas por ser diferente, não significa que é errado.
“Diferente” e “errado” parecem ter significados parecidos, mas são totalmente diferentes.
O dicionário define a palavra “diferente” como “não o mesmo” ou “ter uma característica distinta do que o normal”.
Por exemplo, “maçãs e peras são diferentes”, e não dizemos que elas estão erradas umas para com outras.

No entanto, a palavra “errado” significa que um cálculo, um fato ou uma lógica “está incorreto”.

No entanto, muitas pessoas não entendem a diferença entre as duas palavras. Elas consideram opiniões diferentes das delas como erradas e insistem que apenas suas opiniões estão certas. Quando elas falham em entender as diferenças, frequentemente criam mal-entendidos e terminam em discórdia.

A Igreja de Deus É Diferente.

A Igreja de Deus acredita em Deus Pai e em Deus Mãe de acordo com a Bíblia.

Celebramos a Páscoa da Nova Aliança e guardamos o Dia de Repouso no sábado, o sétimo dia, de acordo com o exemplo do próprio Jesus. As mulheres usam o véu durante a oração e o culto, porém os homens não cobrem suas cabeças. Rejeitamos a veneração da cruz por ela ser um ídolo de acordo com a Bíblia, e não celebramos o Natal porque o dia 25 de dezembro é o aniversário do deus sol.

Nestes aspectos, a Igreja de Deus é obviamente diferente de muitas outras igrejas no mundo.

O Padrão de Julgamento É a Bíblia.

Para aqueles que acreditam em Deus, o padrão de julgamento entre o certo e o errado não é a doutrina da igreja ou as palavras de alguém. Algo não se torna verdade só porque muitas pessoas o seguem.

A Bíblia é o único padrão de julgamento. Isto porque a palavra de Deus dada para salvar a humanidade é a verdade e o único caminho para a salvação.

Numerosas pessoas procuram a verdade da salvação, ansiando pela palavra de Deus e o céu. Desejamos que vocês venham a Deus Pai e Deus Mãe, que guiam a humanidade à salvação e à vida eterna, para que assim vocês encontrem a verdade e recebam de graça a água da vida.

Deus Mãe

Muitas pessoas acreditam que há apenas um Deus, Deus Pai. Contudo, a Bíblia testifica sobre dois, nosso Pai espiritual [“Pai nosso, que estás nos céus” (Mateus 6:9)], e nossa Mãe espiritual [“A Jerusalém lá de cima é livre, a qual é nossa Mãe” (Gálatas 4:26)]. A Igreja de Deus acredita em Deus Pai e Deus Mãe com base nos ensinamentos da Bíblia.

Deus Pai

A Igreja de Deus acredita firmemente na Trindade, a doutrina central do cristianismo. A Trindade significa que Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo são um e o mesmo, apesar de Deus trabalhar com nomes diferentes em cada época. Jesus é Deus Pai Jeová que veio como Deus Filho na época do Novo Testamento, e Cristo Ahnsahnghong é Deus Espírito Santo que veio pela segunda vez nesta época, de acordo com as profecias da Bíblia.

Família Celestial e Família Terrena

Os termos pai e mãe são usados na família. A Bíblia diz que Deus é nosso Pai espiritual (Mateus 6:9) e nossa Mãe espiritual (Gálatas 4:26), e nós somos os filhos de Deus (2 Coríntios 6:17-18). Como vocês têm sua família na terra que é uma comunidade de amor, também existe uma família espiritual no céu que é uma comunidade eterna de amor. Os membros da família terrena estão vinculados pelo sangue. Da mesma forma, os membros da família celestial estão vinculados pelo “sangue da aliança” permitido através da Páscoa.

Deus Vindo em Carne

O cristianismo é a religião que fundamentalmente acredita em Deus que vem em carne e salva a humanidade. Já que Deus é onipotente e onisciente, ele pode vir como um ser humano quando ele quiser. A respeito de Jesus, que veio como um bebê há dois mil anos, a Bíblia diz que “Deus, o Verbo no princípio, se tornou carne e habitou entre nós”. Está profetizado na Bíblia que “Cristo deve aparecer uma segunda vez para trazer a salvação para aqueles que o aguardam” (Hebreus 9:28). Já que Cristo sempre existe em espírito, sua “segunda vinda” significa que ele virá em carne assim como na sua primeira vinda.

Páscoa

A Páscoa é a verdade da vida, que Deus estabeleceu para dar vida eterna à humanidade. O nome significa “as pragas passam por cima”. De acordo com a Bíblia, a Páscoa é para ser celebrada no crepúsculo da tarde do décimo quarto dia do primeiro mês segundo o calendário sagrado, que cai em março ou abril do calendário solar. Para salvar a humanidade das cadeias do pecado e da morte, Jesus Cristo veio há dois mil anos e no dia da Páscoa prometeu o perdão de pecados e a vida eterna; dando a eles o pão e o vinho que representam sua carne e seu sangue, ele revelou: “Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado”. Quando celebramos a Páscoa, seguindo o exemplo de Jesus, podemos receber a carne e o sangue de Deus e nos tornamos seus filhos.

Ver Mais

Dia de Sábado

Atualmente, a maioria das igrejas rende o culto no domingo e a Bíblia define o dia de sábado como o dia santo de culto a Deus. O dia de sábado foi o dia em que Deus descansou após terminar sua criação dos céus e da terra durante seis dias. Ele abençoou o sábado, o sétimo dia, o santificou e ordenou seu povo a guardá-lo. Os fatos históricos e o calendário também mostram que o dia de sábado é o dia de culto.

Ver Mais

Sete Festas de Três Tempos

As Festas de Deus incluem o dia de sábado que é uma festa semanal e as sete festas anuais de três tempos: a Páscoa, a Festa dos Pães Asmos, o Dia da Ressurreição, o Dia de Pentecostes, a Festa das Trombetas, o Dia da Expiação e a Festa dos Tabernáculos. Todas estas são as festas da Nova Aliança ensinadas por Jesus durante três anos e ele mesmo mostrou o exemplo de guardá-las. Cada festa contém as bênçãos de Deus, como a vida eterna, o perdão de pecados, a ressurreição e o Espírito Santo.

Batismo

O batismo é a cerimônia pelo qual uma pessoa renasce e o seu corpo de pecado é sepultado na água. De acordo com a Bíblia, o batismo é o sinal da aliança com Deus, o sinal da salvação. O batismo é o primeiro passo da vida de fé e aqueles que são batizados, recebem a cidadania do céu, tornando-se o verdadeiro povo de Deus. Nesta época, o batismo pode ser válido apenas quando é feito no nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, assim como Jesus nos ensinou, dizendo: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.

Estatuto do Véu

Nos estatutos da Igreja de Deus baseados na Bíblia, o homem não deve usar nada em sua cabeça enquanto a mulher deve usar o véu durante a oração e o culto. De acordo com a 1ª epístola aos Coríntios capítulo 11, guardar o estatuto do véu é seguir o exemplo de Cristo. Este estatuto foi estabelecido para manter a ordem na igreja e nele está contida a providência da criação de Deus.

Ver Mais

A Cruz É um Ídolo

Todos pensam na cruz quando escutam a palavra “igreja”. No entanto, a Igreja de Deus não tem a cruz. A igreja primitiva, que foi estabelecida por Jesus e que os apóstolos frequentavam, nunca levantou a cruz ou tinha uma doutrina onde a cruz era considerada um objeto ou um símbolo de fé. Isto porque ter a cruz e dar significado a isto é um ato contra o 2º dos Dez Mandamentos: “Não farás para ti imagem de escultura [...] Não as adorarás”. A história mostra que a cruz foi usada como um símbolo de fé em muitas religiões pagãs nos tempos antigos e era um instrumento de execução na época de Jesus. Mas, ao passo que o cristianismo foi se secularizando, a cruz foi introduzida na igreja. A Igreja de Deus rejeita a imagem da cruz porque é um ídolo e consideramos importante Cristo que se sacrificou na cruz e também o significado do seu precioso sangue.

O Natal É o Aniversário do Deus Sol

O dia 25 de dezembro é chamado de Natal e celebrado como o dia do nascimento de Jesus todos os anos. Chegando esse dia, todo o mundo fica em um modo festivo, independentemente do Oriente e do Ocidente. De acordo com a história da igreja, contudo, o dia 25 de dezembro não é o aniversário de Jesus, mas sim o dia do festival romano em comemoração ao aniversário do deus sol. Ao passo que o cristianismo se secularizou, o dia foi associado ao nascimento de Jesus. A Igreja de Deus não celebra o Natal que não tem relação com Jesus.