WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

Tirai da prata a escória

34 Views
FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS

O reino de Deus aproxima-se mais a cada dia que passa. O reino dos céus se aproxima mais a cada dia, todavia, se temos muita escória em nossa alma, poderemos entrar no reino de Deus com tais impurezas? De jeito nenhum!

O povo de Deus é santo, como Deus é santo (Ref. 1Pe. 1:15, 2:9). Por isso, devemos eliminar toda a escória que não agrada a Deus, a fim de entrarmos no eterno reino do nosso Pai e da nossa Mãe celestiais. Quando removermos todas as impurezas da nossa alma, receberemos bênçãos espirituais do céu e seremos dignos de voltar ao nosso lar celestial.

Tirai da prata a escória

Nos antigos tempos da Coreia, os que viviam longe de sua terra natal preparavam muitas coisas para visitar a sua terra natal nos feriados nacionais. Naqueles dias, quase ninguém estava economicamente bem, e o sistema de fornecimento de água ainda não era bem desenvolvido. Por isso, muitas vezes as pessoas não podiam tomar banho. Mas, sempre que iam à sua terra natal, tomavam um banho antes, e vestiam roupa nova para visitar seus pais.

Do mesmo modo, é preciso ter esse procedimento preparatório para voltar ao nosso lar espiritual, o reino de Deus. Antes de tudo, o que devemos fazer primeiro é remover a sujeira espiritual que temos.

『Tira da prata a escória, e sairá vaso para o ourives; tira o perverso da presença do rei, e o seu trono se firmará na justiça.』 Pv. 25:4-5

Se não for removida da prata a escória, ela em si mesma não vale nada. É preciso remover da prata todas as impurezas e sujeiras, de maneira que ela possa ter o seu próprio valor como metal precioso.

Aqui neste versículo, a prata simboliza algo precioso e valioso. Do ponto de vista espiritual, os seres mais preciosos e lindos são os 144 mil redimidos. Eles são as lindas primícias sem defeito ao ser julgado pelos olhos de Deus, porque Ele tem aperfeiçoado-os na terra durante seis mil anos (Ap. 14:1-5).

O que aconteceria se nossas almas se enchessem do sedimento dos nossos velhos costumes e da impureza do mundo que não agradam a Deus? Se não tirarmos esta escória, não poderemos ser chamados de santo povo de Deus. Assim, mesmo sendo os metais preciosos como o ouro e a prata etc., se esses tivessem a escória, não poderiam ser usados para fazer os vasos preciosos.

Como a prata é refinada e derretida num forno para lhe extrair toda a escória, assim também nós devemos ser purificados no forno da aflição para remover de nós toda a maldade e as impurezas da nossa alma. Devemos desfazer-nos de tudo o que Deus não considera como santo. Quando nos submetermos ao processo de purificação de Deus, renasceremos como lindas joias espirituais.

Se alguém continua a andar em seus maus caminhos até o fim, Deus o separará. Jesus falou em parábolas: “O reino dos céus é ainda semelhante a uma rede que, lançada ao mar, recolhe peixes de toda espécie. E, quando já está cheia, os pescadores arrastam-na para a praia e, assentados, escolhem os bons para os cestos e os ruins deitam fora”, e também: “Duas estarão trabalhando num moinho, uma será tomada, e deixada a outra” (Ref. Mt. 13:47-50, 24:40-41).

Deixem seus pensamentos e voltem a Deus

Como filhos de Deus, não devemos apenas guardar todos os mandamentos de Deus, mas também tirar toda a nossa escória, para que possamos entrar no reino dos céus. Devemos deixar nossos maus caminhos, nossos maus pensamentos e nossa obstinada desobediência, de maneira que renasçamos completamente pela palavra de Deus como filhos de Sião.

『Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar. Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.』 Is. 55:6-11

Os pensamentos de Deus são diferentes dos nossos. Por isso, Deus nos diz para deixarmos nossos pensamentos e para voltarmos a Ele, aos seus caminhos e ensinamentos. Se nós voltarmos a Deus, Ele terá misericórdia de nós.

Se nossos pensamentos vão contra os ensinamentos de Deus, devemos deixá-los de lado sem duvidar. Se não deixamos nossos pensamentos, é como mantermos a escória em nós.

Deus está nos purificando com a palavra de justiça para nos tornar seres perfeitos, sem mancha nem culpa. Temos que remover as impurezas uma por uma com a palavra de Deus. Mas, se enchermos nossas mentes com nossos pensamentos rejeitando os pensamentos de Deus, perderemos nosso lugar no céu.

Quando nos lavamos e tiramos a sujeira, podemos ser lindos, e quando nos desfazemos de todas as nossas impurezas, podemos ser santos. Se deixarmos nossos próprios pensamentos, a graciosa palavra de Deus nos dominará; e quando a palavra viva de Deus for aceita por nós, seremos dignos de entrar no reino de Deus.

A escória espiritual que Deus aborrece

Deus nos deu exemplos específicos de escória espiritual que devemos remover. Ele diz que se alguém não remover de si a escória, ninguém poderá entrar no reino dos céus.

『Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos.』 Pv. 6:16-19

De todos os pecados, o que Deus aborrece mais é a soberba: “Posso fazer isto melhor do que qualquer um. Sou superior aos outros. Posso fazê-lo melhor do que ele.” Assim, os homens tendem a cair no erro da arrogância mesmo sem se dar conta. Por isso, devemos nos cuidar para não cair na soberba. Pelo contrário, devemos fazer a obra de Deus tendo os seguintes pensamentos: “Ainda que sou inferior aos outros nisto, Deus me escolheu para fazer esta obra. Ainda que me faltam habilidades, se eu fizer meu máximo esforço, o Pai e a Mãe terão piedade de mim e me ajudarão.”

A língua mentirosa, as mãos que derramam sangue inocente, o coração que trama projetos iníquos, os pés que se apressam a correr para o mal, a falsa testemunha que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos; estas são coisas que Deus aborrece. Se somos o santo povo de Deus que há de ser salvo, devemos tirar do nosso coração toda a escória.

『Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória. Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência]. Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nelas. Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.』 Cl. 3:1-10

Devemos nos despojar do velho homem. Ninguém pode se transformar num ser espiritual do reino de Deus se mantiver as impurezas deste mundo. Por isso, a Bíblia diz que devemos pôr nossos corações nas coisas valiosas, as coisas lá do alto, do reino de Deus, apartando as metas indignas que tínhamos antes de conhecer a Deus. Neste sentido, foi dita a palavra: “Tira da prata a escória”.

Algo contaminado e abominável nunca pode entrar no reino dos céus

Devemos jogar fora qualquer coisa que Deus odeia, e fazer as coisas que lhe agradam, por meio da santidade do Espírito Santo. Nossas ações justas se converterão no linho finíssimo da nossa Mãe celestial, a nova Jerusalém.

『Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso. Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou, pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.』 Ap. 19:6-8

Quando nos tornarmos os ornamentos de linho finíssimo da Noiva, nós também poderemos participar do banquete de bodas quando a Noiva entrar. Em outras palavras, podemos entrar no reino dos céus, não só por sermos qualificados para entrar nele, e sim por sermos usados pela Noiva como os seus ornamentos. Portanto, os contaminados e abomináveis nunca poderão entrar no reino dos céus.

『As suas portas nunca jamais se fecharão de dia, porque, nela, não haverá noite. E lhe trarão a glória e a honra das nações. Nela, nunca jamais penetrará coisa alguma contaminada, nem o que pratica abominação e mentira, mas somente os inscritos no Livro da Vida do Cordeiro.』 Ap. 21:25-27

O capítulo 21 de Apocalipse descreve novo céu e nova terra, aonde iremos. Nada impuro ou abominável pode agradar a Deus. Quem faz tais coisas nunca poderá entrar no reino dos céus, como Deus disse.

Os que estão absorvidos nas coisas mundanas não podem ter as coisas celestiais no coração. Temos que tirar de nós todas as impurezas e abominações, e fazer as coisas que agradam a Deus. Poderemos agradar a Deus como suas preciosas joias quando obedecemos à palavra de Deus com fé perfeita, livrando-nos dos nossos maus pensamentos e tentações.

A fé que comove a Deus

Suponhamos que há um bebê pequeno que acaba de aprender a andar, e um excelente atleta de corrida. Realmente o atleta de corrida tem capacidades bem melhores do que o bebê. Porém, os pais emocionam-se muito mais com o bebê ao vê-lo tentar andar, balanceando-se e cambaleando, passo a passo.

O que os pais sentem para com seus bebês é igual ao que Deus sente para conosco. Todos somos como bebês pequenos a quem falta habilidade em muitos aspectos. Ainda assim, quando confiamos nas palavras do Pai e da Mãe e tentamos fazer nosso melhor esforço com fé, o evangelho floresce e frutifica com bênção e amor de Deus. Quando respeitamos a palavra de Deus e nos esforçamos para fazer o que ele diz, mesmo que não sejamos habilidosos, Deus se comoverá e fará possível o impossível.

O mesmo acontece com a pregação. Deus nos tem dado a missão de pregar o evangelho para nos refinar e fazer-nos os santos do céu no processo de encontrar nossos irmãos perdidos, para que entremos no eterno reino dos céus. Pregar não é uma habilidade. Pregar o evangelho não se faz com palavras de sabedoria humana, senão só com o poder e a sabedoria de Deus (Ref. 1Co. 1:17).

Em Sião, vemos alguns casos em que os novos membros ganham mais frutos do que os experientes e hábeis na pregação. Mesmo não sabendo como pregar, esses tentam salvar uma alma com ansiedade, e aí Deus se comove pelos filhos espiritualmente pequenos e lhes permite ganhar muitos frutos.

Sejamos humildes, como filhos pequenos. “Ainda me falta muito em muitos aspectos e não sou digno de entrar no reino de Deus. Como filho pequeno, porei em prática cada uma das palavras de Deus.” Com tais pensamentos em nossa mente, se cumprirmos o mandamento do Pai e da Mãe, Deus nos permitirá um bom resultado. Os que se esforçam até no trabalho que não fazem bem, a fim de glorificar o Pai e a Mãe, e os que fazem os papéis como o sal e a luz do mundo para mostrar a imagem digna de serem filhos de Deus; esses são os filhos pequenos espirituais que comovem a Deus e que avançam fortemente ao reino dos céus.

O evangelho cumpre-se graças aos que comovem a Deus, e não pelos “experts” mundanos. Deus deixou seu glorioso trono do céu e abandonou sua vida por nós. Tudo o que Deus nos diz para fazermos é para o nosso próprio bem. Se crermos nisto e nos comportarmos segundo o mandamento de Deus, a glória e a bênção serão nossas pelos séculos dos séculos no reino dos céus.

Ainda que não façamos bem os trabalhos, quando tentarmos obedecer aos ensinamentos do Pai e da Mãe, nossos pensamentos mundanos desaparecerão. Se tirarmos toda a nossa escória espiritual, Deus nos fará vasos lindos.

Façam o que Deus diz

Vamos praticar o que Deus nos tem dito que façamos. Todas as bênçãos virão a nós se obedecermos à palavra de Deus. Há dois mil anos, quando um homem cego pediu a Jesus que lhe ajudasse a recuperar a visão, Jesus fez um pouco de barro e o untou em seus olhos, e lhe disse: “Vai, lava-te no tanque de Siloé”. Com fé em Cristo, o homem cego fez o que Ele lhe tinha dito, e seus olhos se abriram (Ref. Jo. 9).

Quando houve um casamento em Caná da Galileia, Maria disse aos serventes que fizessem qualquer coisa que Jesus lhes dissesse. Jesus lhes disse que tirassem água e a levassem ao mestre-sala. Quando os serventes o fizeram como Jesus lhes tinha dito, a água se transformou em vinho (Ref. Jo. 2:1-11).

Há muitas coisas impossíveis no sistema terreno. Porém, tudo é possível no sistema celestial. A Bíblia nos ensina que se tivermos fé, poderemos ver este tipo de poder milagroso de Deus. Porém, as pessoas, quando não encontram uma resposta no sistema terreno, pensam que é impossível. Deixando tais pensamentos errados, se nos tornarmos filhos de Sião que seguem a Deus por onde quer que nos leve, então poderemos tirar da prata toda a escória. Fazendo isto, poderemos seguir fielmente o caminho ao céu por onde quer que o Pai e a Mãe nos guiem até o fim.

É realmente uma grande bênção para nós morar com nosso Pai e nossa Mãe celestiais e receber suas instruções, enquanto vivemos neste mundo. Como o Pai e a Mãe nos têm ensinado, devemos tirar todas as coisas más e manter somente o bom, de maneira que renasçamos completamente como o povo santo do céu.

Se os santos de Deus tiverem escória, perderão a dignidade de serem os santos. Se a luz contém escuridão, essa é escuridão e não pode ser luz. Gravando este ensinamento de Deus em nosso coração: “Tira da prata a escória”, deixemos todas as impurezas e abominações, e os nossos próprios pensamentos errados, e enchamos o nosso coração com os tesouros de Deus. Hoje, amanhã, e até o dia em que voltarmos ao céu, e mesmo depois de entrar no céu, sigamos os ensinamentos do Pai e da Mãe para todo o sempre!

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS