WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

13/5/2021

Igual ao Bom Samaritano

Seo Ha-neul, de Naju, Coreia

144 Visualizações
FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS

Apesar de nunca ter estado ali, o Peru era um lugar familiar pois aprendi sobre ele através de vídeos e da fragrância de Sião. Em 2019, eu me sentia emocionada enquanto me preparava para a missão de curto prazo ao Peru, pensando que poderia aprender muitas coisas.

Nossa zona de pregação por três semanas foi Huancayo que está localizada a 3.200 metros acima do nível do mar na zona central no Peru. Durante a viagem de oito horas de ônibus de Lima, a capital, até Huancayo, nossa respiração se tornou mais rápida a uma altura mais elevada. Era o mal da montanha. Mesmo que estivéssemos cansados, nos sentíamos entusiasmados por estar no lugar onde os profetas enviados por Deus, antes de nós, semearam a semente do evangelho e estabeleceram Sião. Antes de ir ao Peru, participei duas vezes em missões de curto prazo em outros países, mas como o resultado não foi bom, pensava que estaria agradecida com apenas dar um bonito fruto no Peru apesar de atravessar qualquer tipo de dificuldades.

Depois de nos acostumarmos ao clima de montanha, saímos para pregar com os membros de uma Igreja Filial próxima de Huancayo. À medida que encontrava almas uma por uma, me sentia ansiosa. Recordei as palavras da Mãe celestial sobre não passar longe das almas moribundas, igual ao bom samaritano. Apesar de estarmos exaustos por caminhar muito, não podíamos nos deter porque sentíamos o coração ansioso de Deus de salvar inclusive mais uma alma.

Caminhando de volta a Sião devido à hora, vimos duas pessoas caminhando até nós do outro lado. Pensando que era nossa última oportunidade, pregamos verdade a elas. Explicamos a elas sobre a bênção da salvação, e disseram que a receberiam de imediato e nos pediram para levá-las à Igreja. Eu estava tão comovida que não posso descrever com palavras o que senti naquele momento.

“Surpreendi-me pelo novo nome na época do Espírito Santo. Dou graças a Deus por enviar vocês.”

Ambos vieram a Igreja muito tarde, receberam uma nova vida e deram graças a Deus. Ao ver aquelas duas almas que vieram a Sião, compreendi que quando agimos como o bom samaritano segundo a vontade de Deus, sem falta encontraremos os membros de nossa família celestial.

Na metade do itinerário, aprendemos sobre o poder da união. Quando pregamos com os membros locais, às vezes me sentia frustrada porque não agiam como eu queria. Mas então, recordei as palavras da Mãe que enfatizou a união entre os membros, e algo chegou à minha mente. Pensei se eu havia machucado os membros insistindo em minhas opiniões e me arrependi.

No dia seguinte, segurei firmemente as mãos de uma irmã, sentindo muito por ela, e disse: “Graças ao Pai e à Mãe. Irmã, eu a amo”, e fomos pregar. Logo, encontramos uma família na rua. Quando perguntamos ao senhor se acreditava em Deus, ele respondeu: “Mucho (Muito)”. Ao compreender a Mãe celestial de imediato, ele levou toda sua família a Sião e os cinco receberam a bênção de se converterem em filhos de Deus. Desde então, a família do irmão Cesar continua estudando a Bíblia regularmente e guardando os cultos sagradamente.

A missão de curto prazo no Peru me fez arrepender-se por completo e aprender a vontade de Deus. Eu não havia me desfeito de minha natureza pecadora e desejos insensatos enquanto estava confiante de ser uma obreira do evangelho. Nunca esquecerei os momentos em que aprendi a união, a paciência e o coração de Deus. Gravando o que aprendi e a graça de Deus mediante a missão de curto prazo, me esforçarei para buscar e cuidar de meus irmãos e irmãs perdidos.

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS