WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

De acordo com as palavras ditas

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS

O povo de Sião guarda o sábado como o dia de repouso segundo o que Deus lhes mandou: “Lembra-te do dia de sábado, para o santificar”, e as irmãs usam véu durante o culto, como Deus disse: “As mulheres devem cobrir a cabeça ao render culto”. Então, podemos dizer que todos os atos religiosos de acordo com as palavras ditas por Deus são uma prova para mostrar a obediência a Ele.

Os cristãos devem viver cada momento segundo a palavra de Deus. Ele nos diz que não acrescentemos nem tiremos das palavras da Bíblia, porque Ele tem posto todas as palavras de salvação na Bíblia.

Se percorrermos o caminho que Deus nos tem mostrado, ao final do caminho teremos a vida eterna, a salvação e o reino dos céus, onde nosso Deus nos acolherá calorosamente. Gravando isto no fundo do coração, vamos ter um tempo de reflexão sobre as bênçãos a serem dadas aos que obedeçam à palavra de Deus.

A semente dada pelo rei

Em tempos antigos, um rei sábio vivia num país. Este rei queria ver quão honesto era seu povo e até quanto obedeciam a suas ordens. Para isto, distribuiu sementes de flores a cada casa, e declarou que por esta ocasião no próximo ano daria prêmio ao que cultivasse melhor a semente e obtivesse a flor mais linda.

Um ano depois, o rei mandou o povo mostrar as flores que tinha cultivado. Todos saíram às ruas com vasos cheios de flores de distintas cores como vermelhas, amarelas etc., e contaram orgulhosamente diante do rei o que conseguiam cuidando delas até fazê-las florescerem.

O rei mostrou seus agradecimentos ao seu povo por tanto esforço. Mas, enquanto passava entre a multidão, encontrou um menino chorando com as mãos vazias. Quando o rei lhe perguntou a razão por que chorava, o menino lhe respondeu que tinha cuidado bem da semente, mas estranhamente ela não tinha brotado. Por isso, ele passou a pensar que era o ser mais indigno da nação.

Escutando o menino, o rei lhe acariciou a cabeça e declarou que ele era o que o rei estava buscando. De fato, as sementes, que o rei havia distribuído ao povo, estavam fervidas, e não podiam crescer. Mesmo que parecessem intactas por fora, estas sementes jamais teriam podido florescer. O rei estava buscando os que lhe obedecem e o seguem com o coração sincero, mesmo estando nos lugares onde não se vê. O rei se sentiu feliz por ter encontrado uma pessoa honesta, e concedeu um generoso prêmio ao menino.

Como o menino nesta história, nós também devemos ser os que fazem de acordo com o que Deus diz. Quando o povo recebeu as sementes do rei, quase todos se esforçaram para cultivá-las, mas não brotaram, e por isso, as trocaram por outras sementes. Este tipo de pensamento faz com que surjam mudanças da verdade e se feche a porta da vida eterna. Os cristãos devem fazer o que Deus diz, com uma sincera atitude de fé. A fim de encontrar os obedientes, o rei distribuiu intencionalmente sementes fervidas a cada casa.

Quando o povo fez brotar as flores empregando outros métodos, para se tornar melhor do que outros diante do rei, ele reconheceu que não era o povo que obedecia sinceramente a sua ordem. O menino poderia ter feito o que os outros fizeram. De verdade, quanto teria se preocupado ao ver que a semente não brotava nem florescia como as dos outros! Mesmo assim, não procurou outra semente, mas continuou a esforçar-se somente em cuidar da semente que o rei lhe tinha dado, segundo o seu mandamento. O que o rei queria era essa sinceridade do coração.

Nós devemos fazer o que a Bíblia ensina, porque este é o caminho que Deus nos tem dado. O que Deus quer não é a nossa habilidade nem sabedoria. Deus possui todo o poder e a sabedoria, e não precisa de nada do que temos. Ele busca somente os que obedecem a sua vontade com sinceridade e honestidade. Tais pessoas são dignas do reino dos céus.

Cristo obedeceu completamente segundo a palavra de Deus

Jesus Cristo também aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e foi aperfeiçoado. A obediência é a virtude que devemos aprender para sermos os seres celestiais de perfeição.

『Embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem, tendo sido nomeado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.』 Hb. 5:8-10

Não pode haver perfeição sem a obediência. Jesus Cristo foi aperfeiçoado por obedecer até à morte a Deus. Sua perfeita obediência também leva os que lhe obedecem a seguir a vontade de Deus. Se obedecermos completamente à vontade de Deus e a transmitirmos aos outros, os que nos escutarem também obedecerão completamente à vontade de Deus e serão salvos. Por isso, a Bíblia diz que Cristo veio a ser o Autor da salvação eterna. A salvação se baseia na obediência.

『Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai. Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes … desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor.』 Fp. 2:5-12

Se colocarmos nossas próprias forças e habilidades acima da palavra de Deus em vez de obedecê-la, não receberemos dele a recompensa, mesmo fazendo muito bem os trabalhos confiados a nós, assim como o povo não recebeu do rei recompensa mesmo tendo feito florescer as sementes, porque não eram as sementes do rei. Deus está buscando os obedientes à sua palavra, como o menino que tinha o vaso com as sementes fervidas originais. Deus exalta os que lhe obedecem completamente, como Cristo.

“Pessoalmente eu não tenho fé, e caio facilmente na tentação. Sou muito preguiçoso para a obra de Deus.” Se você se sente assim, pense se está seguindo ou não a vontade de Deus com obediência. Quem obedece completamente à vontade de Deus tem uma fé ardente e não cai na tentação. O fato de ter os desejos mundanos e deixar de ter a esperança no reino dos céus é por haver a desobediência em nosso coração. Devemos alcançar a nossa salvação obedecendo sempre com temor e tremor a Deus.

O Deus altíssimo veio em carne e nos mostrou o exemplo de obediência. Ele mesmo nos mostrou a maneira de alcançar a salvação fazendo-se obediente até à morte, como exemplo a seguir para nós. Na nossa vida de fé, nossa obediência deve basear-se sempre na obediência de Cristo.

“Sob a tua palavra lançarei as redes”

Vamos pensar no que devemos fazer nesta época, baseando-nos no que Jesus fez há dois mil anos atrás enquanto estava nesta terra.

『Entrando em um dos barcos, que era o de Simão … Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar. Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a tua palavra lançarei as redes. Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes … encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique. Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador. Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros, bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Disse Jesus a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens. E, arrastando eles os barcos sobre a praia, deixando tudo, o seguiram.』 Lc. 5:1-11

Pedro respeitou a palavra de Deus que veio em carne, e lhe obedeceu. Como resultado, foi abençoado enormemente. Deus mesmo disse: “Lançai as vossas redes para pescar”. Estas palavras não estavam escritas no Antigo Testamento, que eram as únicas escrituras nesse tempo. Contudo, Pedro confiou na palavra de Jesus, e pôde obter muito mais.

Pedro poderia ter se apoiado em seus próprios conhecimentos e experiência, desobedecendo a Deus que veio em carne, quando lhe disse que lançasse suas redes. Do ponto de vista humano, Pedro, que era pescador, tinha mais habilidade para a pesca do que Jesus, que era carpinteiro. Quando Pedro, um expert em pescaria, não tinha pescado nada por toda a noite, Jesus lhe disse: “Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar”. Então, Pedro obedeceu a sua palavra e lançou as suas redes, e apanhou grande quantidade de peixes.

Temos que pensar no que este incidente passado quer ensinar. Assim como Deus veio em carne há dois mil anos atrás, do mesmo modo Deus Elohim veio em carne e está conosco nestes dias. Mesmo assim, muitas vezes nos descuidamos da palavra que sai diretamente de Deus que veio em carne, prestando mais atenção só às palavras escritas na Bíblia.

A maioria das pessoas se mostra confusa diante do fato de Deus ter tido um corpo físico como nós. Se Deus dissesse às pessoas que lançassem suas redes com uma voz majestosa numa forma de Espírito invisível e não em carne, todos ficariam fascinados de espanto e obedeceriam a sua palavra sem perguntar nem queixar-se, pensando que é a obra de Deus. Esse Deus invisível veio em carne e está dando a sua palavra. Mesmo estando em forma carnal ou espiritual, esta palavra de Deus não é diferente, é a voz de Deus, quer dizer, a mesma palavra de Deus.

Sem obediência à palavra de Deus, não podemos obter nada. A desobediência nos faz abandonar a fé. Obedecendo a um só mandamento de Deus, Pedro, Tiago e João puderam pescar muitos peixes mais do que tinham pescado com sua experiência e suas habilidades exercitadas durante a sua vida, e esse ato de obediência fez com que eles seguissem o caminho de Cristo.

A obediência é preciosa e formosa. A fé sem obediência é vazia e inútil. Mesmo assim, às vezes a razão de ficarmos desobedientes é porque confiamos em nossos próprios pensamentos ao invés de confiarmos em Deus. Vamos verificar no livro de Isaías a razão por que devemos obedecer à palavra de Deus, deixando os nossos pensamentos.

『Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar. Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos … assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.』 Is. 55:6-11

Deus está próximo, está ao nosso lado. Não devemos perder a oportunidade permitida pela desobediência à palavra de Deus. A razão pela qual deixamos de obedecer é que confiamos em nossos próprios pensamentos, sabedoria e experiência.

Quando Deus nos diz algo, devemos deixar os nossos pensamentos e fazer o que Deus diz que façamos, sem duvidar, como Pedro. Será que ele poderia ter pescado tantos peixes se tivesse lançado suas redes levando seu barco até o mar mais profundo, ou uns dias depois? O momento em que Jesus lhe disse que lançasse suas redes era propício para obter uma grande pesca. Quando Deus nos manda algo, o fato de hesitarmos pode ser um ato de desobediência.

Devemos fazer sem demora o que Deus nos diz. Se alguém duvida em obedecer à palavra de Deus, mas diz que tem compreendido a verdade de Deus que veio em carne, é uma prova de que não tem absoluta fé em Deus.

Obtenham a salvação através da obediência

Alguns pensam que a obediência nos faz ser passivos. Mas não é assim. Deus nos disse que lhe obedecêssemos para nos permitir a liberdade eterna e a salvação, em outras palavras, para os benefícios espirituais e não para nos suprimir. Ele abandonou a glória do céu para nos salvar, e não hesitou em tomar o humilde aspecto de um pecador. Será que Deus, que nos ama tanto, nos pede obediência para reprimir-nos e limitar-nos? Claro que não.

Espiritualmente, os homens são cegos. Não sabem o que acontecerá durante um dia. Somos incapazes de prever acontecimentos futuros, mas Deus nos conhece desde a eternidade, e em cada momento nos instrui para nos guiar ao eterno reino dos céus.

Suponhamos que um cego é guiado por uma pessoa que pode ver. Quando o guia diz ao cego que dê um passo tateando cuidadosamente com o pé no chão porque há uma escada diante dele, então o cego precisa ouvir o que o guia diz a ele e tomar cuidado ao caminhar. Contudo, se ele caminha como se estivesse no chão raso, cairá e se machucará. Quando lhe diz que salte com toda força, porque há um pequeno córrego, então o cego precisa saltar com toda força. Nós somos os cegos espirituais, por isso não podemos saber quais obstáculos estão diante de nós. Só Deus nos indica o caminho à vida eterna por meio das suas palavras. Os que não seguem a palavra de Deus cairão e se machucarão.

Deus não nos diz que lhe obedeçamos para nos tirar a liberdade, e sim para nos guiar ao nosso lar espiritual mostrando-nos os perigos que estão diante de nós e ensinando-nos o que fazer. Dando graças pelo amor de Deus, devemos obedecer a sua palavra com fé firme, para que possamos voltar ao reino dos céus.

『Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos.』 Rm. 5:17-19

Pela desobediência de um só homem, Adão, todos os homens se tornaram escravos do pecado. No entanto, pela obediência até à morte de Jesus Cristo, o último Adão, muitos são feitos justos e vêm à salvação. Do mesmo modo, a obediência de um só pode salvar muitos, e a desobediência de um só pode ferir muitas almas. De que lado nós devemos estar?

Recordando que somos sementes muito importantes na fé, temos que seguir o caminho da obediência. A desobediência de um de nós pode ocasionar o mesmo resultado, como a desobediência de Adão fez, e a obediência de um só pode obter um resultado como o da obediência de Jesus Cristo.

Quando Deus veio a esta terra em carne, alguns foram totalmente obedientes à palavra de Deus e receberam abundantes bênçãos, como o cego que recuperou a sua visão. Toda palavra dita por Deus Elohim, o qual veio como o Espírito e a Noiva, é o caminho à salvação. Crendo nisto, devemos ser os que andam ao lado de Deus, obedecendo sempre à palavra que Deus mesmo deu.

A palavra de Deus está mais acima dos conceitos existentes

Vamos supor que Deus diz: “De agora em diante, lembra-te do dia quarto, para o santificar”. Se somos o verdadeiro povo de Deus, temos que obedecê-lo e guardar o quarto dia ao invés de insistir no costume que temos seguido até agora, não é assim?

O apóstolo Pedro foi abençoado por obedecer bem a Deus. Mesmo assim, houve o momento em que ele insistiu em seus próprios pensamentos. Então, Deus corrigiu seu erro e aí ele pôde compreender a vontade de Deus, como está escrito na Bíblia.

『… Pedro … sobreveio-lhe um êxtase; então, viu o céu aberto e descendo um objeto como se fosse um grande lençol, o qual era baixado à terra pelas quatro pontas, contendo toda sorte de quadrúpedes, répteis da terra e aves do céu. E ouviu-se uma voz que se dirigia a ele: Levanta-te, Pedro! Mata e come. Mas Pedro replicou: De modo nenhum, Senhor! Porque jamais comi coisa alguma comum e imunda. Segunda vez, a voz lhe falou: Ao que Deus purificou não consideres comum. Sucedeu isto por três vezes, e, logo, aquele objeto foi recolhido ao céu.』 At. 10:9-16

Nos tempos do Antigo Testamento, havia uma distinção entre os animais limpos e os imundos, e o povo podia comer só os limpos (Lv. 11). Por esta razão, Pedro não comia animais imundos, mas Deus lhe disse que modificasse seu costume em relação à comida, costume que havia guardado por décadas.

Então, Pedro insistiu em sua própria opinião. Deus lhe disse que comesse animais imundos, dizendo que se tornaram limpos. Mas, apesar disso, Pedro disse que não comeria e que guardaria a palavra que Deus lhe tinha dado antes. Mencionando o assunto da comida, Deus lhe queria ensinar que o evangelho teria que ser pregado não apenas aos judeus, mas também aos gentios. Deus mostrou a Pedro esta visão para lhe dar a conhecer que também devia dar aos gentios a oportunidade de ouvir o evangelho da vida.

Considerando os versículos anteriores, temos que seguir a vontade de Deus com uma fé obediente, ao invés de insistir obstinadamente em nossa própria opinião. Foi Deus quem fez distinção entre os animais limpos e os imundos, e foi também Deus quem aboliu esta distinção no assunto de comer carnes. A lei consiste na palavra de Deus. Se Deus, que nos deu a lei, nos diz que comamos animais limpos e imundos, por acaso não devemos comê-los? A lei é o nosso aio para nos levar a Cristo (Gl. 3:24) e o caminho para encontrar a Deus. A palavra de Deus está acima da lei.

Pedro insistiu em sua própria opinião, embora Deus mesmo lhe tivesse falado. Não obstante, logo compreendeu a vontade de Deus e obedeceu a sua palavra. Podemos ver Pedro pregando a Cornélio e à sua família (At. 10:17-48) e tomando decisões sobre os estatutos da comida no Novo Testamento com os apóstolos, dizendo que podemos comer tudo exceto as coisas sacrificadas a ídolos, o sangue, e a carne de animais sufocados (At. 15:7-29).

Tendo em conta que, como os céus são mais altos do que a terra, assim os pensamentos de Deus são mais altos que nossos pensamentos, devemos seguir a vontade de Deus que é mais alta que os céus. Pedro obteve um bom resultado depois de obedecer a seguinte palavra simples e ordinária: “Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar”. Para o nosso bem, não devemos nos esquecer disso.

Peço seriamente a todos que sigam com obediência a Deus Elohim, o Espírito e a Noiva, que vão diante de nós e nos guiam. O Pai e a Mãe têm dito aos seus filhos que façam todo o esforço para pregar o evangelho em Samaria e até aos confins da terra, como suas testemunhas. Assim como o povo de Deus era testemunha de Jeová na época do Pai, e testemunha de Jesus na época do Filho, nós devemos ser testemunhas de Deus Elohim nesta época. Irmãos e irmãs de Sião, guiemos todo o mundo à salvação, por meio da obediência perfeita, e entremos juntos no eterno reino dos céus.

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS