WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

O caminho da humildade

37 Views
FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS

“Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.”

Cristo começou a pregar o reino dos céus pedindo às pessoas que se arrependessem (Mt. 4:17). O primeiro passo para o arrependimento é compreender que somos pecadores e que devemos humilhar-nos. A fim de conseguir um completo arrependimento tendo a esperança no céu, temos que seguir o caminho da humildade.

A humildade é o oposto da arrogância. Estudando as vidas anteriores dos reis de Tiro e da Babilônia em Ezequiel 28 e Isaías 14, podemos ver que a arrogância foi a principal causa do pecado.

No céu, devido à nossa arrogância, fomos envolvidos no pecado astucioso de Lúcifer e fomos expulsos para a terra. Os anjos que tinham alta posição de honra no reino dos céus, devido à sua arrogância, por terem se contaminado e cometido o pecado, foram atirados a esta terra. Este feito faz-nos recordar a razão pela qual devemos seguir o caminho da fé baixando-nos com uma atitude humilde.

Vamos aprender a humildade de Cristo

O reformador religioso Martim Lutero, aos que perguntavam sobre a fé dele, sempre dizia: “Enquanto eu aprendo Jesus, nunca tentei aprender seus milagres nem por um momento e nem uma vez. Só queria aprender sua humildade”.

Jesus Cristo veio buscar e salvar o que se havia perdido, ele deu aos seus discípulos muitos ensinamentos sobre a humildade, e também lhes mostrou pessoalmente o exemplo de humildade. O apóstolo Paulo pediu seriamente aos membros que tivessem a atitude da humildade de Cristo. Assim ele enfatizou a humildade na mente de Cristo.

『… mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo … Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira … e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.』 Fp. 2:3-11 

O que quer arrepender-se e voltar ao reino dos céus deve ter o mesmo sentimento da humildade de Cristo. Assim como Paulo e Lutero disseram, a humildade é uma das mais importantes virtudes que devemos aprender de Cristo. Deus pede-nos que nos humilhemos para remover nossa soberba que nos fez pecar no céu.

『Propôs também esta parábola a alguns que confiavam em si mesmos, por se considerarem justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo com o propósito de orar: um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, posto em pé, orava de si para si mesmo, desta forma: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros, nem ainda como este publicano; jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho. O publicano, estando em pé, longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado.』 Lc. 18:9-14 

Deus justificou o publicano e não o fariseu, e lhe mostrou sua graça, porque o publicano não queria nem levantar os olhos ao céu, e se reconheceu como um pecador, pedindo a Deus sua misericórdia, mas o fariseu clamava sua própria justiça.

Quem se exalta, pela sua soberba, será humilhado. Porém, quem se humilha com o coração modesto e reconhece a sua condição de pecador, como o publicano, será exaltado e receberá glória no céu, porque vive segundo a vontade de Deus dando sempre graças a Deus por salvá-lo, mesmo que seja pecador. Pense em Cristo, o exemplo de exaltação por meio da humilhação, já que ele se havia humilhado, foi exaltado ao máximo e glorificado.

Deus dá graça aos humildes

O apóstolo Pedro, que foi ensinado por Jesus sobre a humildade, deu-nos o seguinte ensinamento:

『… cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte.』 1Pe. 5:5-6 

Deus resiste aos soberbos, e dá glória aos humildes e os exalta no devido tempo. Se compreendermos os pecados que cometemos no céu e tivermos sempre a atitude do publicano que se arrependeu profundamente dos seus pecados dizendo: “Senhor, sou pecador”, como poderemos atrever-nos a proclamar nossa própria justiça diante de Deus e insistir em nossa própria opinião e reinar sobre os outros?

『Pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho. Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar, recebereis a imarcescível coroa da glória.』1Pe. 5:1-4 

Quando damos um bom exemplo de humildade, quando buscamos ganhar o entendimento dos outros, ao invés de insistir em nossa própria opinião, e consideramos os outros melhores do que nós, como Cristo nos ensinou, os que nos escutam no evangelho alcançam o pleno entendimento sob a orientação de Deus. Deus está com os que são humildes (Is. 57:15), e os salva (Jó. 22:29, Sl. 149:4). O poder provém da humildade, porque é mais forte do que a soberba. Guardando isto no coração, devemos seguir o exemplo de humildade de Cristo.

O rei Nabucodonosor e o rei Saul foram humilhados pela sua soberba

Há muitos casos bíblicos dos que foram humilhados pela sua soberba. No capítulo 4 do livro de Daniel, quando Nabucodonosor da Babilônia se ensoberbeceu e esqueceu por completo a Deus, pensando que havia feito tudo por si mesmo, perdeu sua sabedoria e entendimento e viveu como um animal, e seu corpo foi molhado do orvalho do céu. Assim perdeu todo o seu poder e foi humilhado. Com isso, ele aprendeu a modéstia. Quando ele se tornou modesto por esta humildade, sua sabedoria e entendimento voltaram a ele e seu reino voltou a ele novamente (Dn. 4:24-37).

O homem tem uma natureza pecadora, a qual o faz cair pela soberba no pecado. Por isso, ao ser exaltado, o coração humano pode ser facilmente arrogante e corrupto. Um exemplo é o rei Saul.

『Então, veio a palavra do SENHOR a Samuel, dizendo: Arrependo-me de haver constituído Saul rei, porquanto deixou de me seguir e não executou as minhas palavras … Então, disse Samuel a Saul: … Porventura, sendo tu pequeno aos teus olhos, não foste por cabeça das tribos de Israel, e não te ungiu o SENHOR rei sobre ele?Enviou-te o SENHOR a este caminho e disse: Vai, e destrói totalmente estes pecadores, os amalequitas, e peleja contra eles, até exterminá-los. Por que, pois, não atentaste à voz do SENHOR, mas te lançaste ao despojo e fizeste o que era mal aos olhos do SENHOR? … Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como a idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei.』 1Sm. 15:10-23 

Considerando o caso do rei Saul, podemos entender que tipo de pessoa Deus usa. Quando Saul era pequeno aos seus próprios olhos, Deus o fez rei. Mas quando ele ficou arrogante, Deus se arrependeu de tê-lo feito rei.

A partir do momento em que Saul pensou sobre si mesmo: “Agora posso fazer tudo a meu gosto, e também muito bem”, ele passou a negligenciar todos os mandamentos de Deus. Este pensamento o ensoberbeceu, e ele ainda se atreveu a pôr sua própria opinião por cima do mandamento de Deus. Sendo assim, embora Deus lhe houvesse ordenado destruir completamente os amalequitas, ele não obedeceu; e separou os melhores dos bois e das ovelhas. Por isso, Deus o repreendeu através do profeta Samuel.

Se Saul tivesse permanecido humilde depois de ter subido ao trono, teria obedecido à palavra de Deus. No entanto, ele se encheu de soberba e desobedeceu a Deus. Finalmente foi rejeitado por Deus e encontrou uma miserável morte.

Tudo isto foi escrito para nos ensinar. Devemos compreender a razão por que Deus humilha os arrogantes e exalta os humildes como já vimos. O coração cheio de arrogância por si mesmo é a raiz de todo tipo de pecado e nos faz apartar de Deus. É por isso que Deus nos disse repetidamente que sejamos humildes.

Deus fez seu povo exercitar a humildade através da peregrinação pelo deserto

O capítulo 28 de Ezequiel mostra que o rei de Tiro foi ungido como querubim da guarda no céu, que era perfeito em seus caminhos desde o dia em que ele foi criado, cheio de sabedoria e formosura. Mas, seu coração se enalteceu por confiar demais em si mesmo devido à sua plena sabedoria e formosura, e nesciamente pensou em elevar seu trono sobre o trono de Deus. Isto mostra que a soberba era o primeiro crime em seu coração.

Quando esquecemos que fomos expulsos do céu para a terra por termos pecado contra Deus, a soberba se eleva em nosso coração. E cresce mais e mais à medida que confiamos em nossa própria sabedoria, conhecimento e força, sem pedir a ajuda de Deus. Estamos esperando ansiosamente para voltar ao nosso lar celestial. Para fazer com que as pessoas do mundo inteiro se arrependam, primeiro devemos nos esforçar para ter mais modéstia e humildade removendo toda a nossa soberba dos nossos corações.

『Recordar-te-ás de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos. Ele te humilhou, e te deixou ter fome … Sabe, pois, no teu coração, que, como um homem disciplina a seu filho, assim te disciplina o SENHOR, teu Deus. Guarda os mandamentos do SENHOR, teu Deus, para andares nos seus caminhos e o temeres.』 Dt. 8:1-6

O fato de Deus ter guiado seu povo através do deserto foi para ensinar a modéstia e humildade. Ele educou assim seus filhos nesta terra para que não se repetisse a história triste do céu como a rebelião de Lúcifer. Agora Deus nos educa neste deserto espiritual. Se persistirmos em querer ser exaltados, estaremos indo contra a vontade de Deus que quer ensinar a humildade, não é assim?

Deus quer que mudemos e sejamos humildes. Seus ensinamentos sobre a humildade não são difíceis de encontrar na Bíblia. Se nós negamos a humilhar-nos e continuamos a ser altivos, exaltando-nos sobre os outros até ao final da nossa vida de fé no deserto espiritual, perderemos a Canaã celestial.

Consideremos a atitude de fé que Deus quer que tenhamos, através da seguinte história.

Modéstia e humildade, atitude de servir

No sonho, um homem foi ao reino dos céus. Ali ele viu numerosos tronos para os santos, que são os sacerdotes reais, e percebeu que o trono mais alto no meio deles estava desocupado.

Ele perguntou por curiosidade sobre quem se assentaria nesse trono. Então, o anjo que estava ao seu lado lhe disse que o trono seria ocupado pelo seu mestre.

Depois de despertar-se do seu sonho, tendo curiosidade de que seu mestre merece assentar-se nesse trono tão alto, ele perguntou ao seu mestre como se avaliava a si mesmo. O mestre lhe respondeu: “Me considero a pior pessoa do mundo”. Estando muito surpreso, o discípulo perguntou: “O que quer dizer com isto?” Seu mestre lhe disse:

“Se Deus tivesse dado a qualquer outra pessoa uma graça tão grande que me deu, ela poderia ser uma pessoa melhor do que eu. Mesmo eu tendo recebido de Deus uma bênção tão grande, consegui até aqui “apenas ser bom”. Também deveria ter guiado mais pessoas ao caminho reto. É por isso que eu me considero a pior pessoa do mundo.”

A atitude do mestre em si mesmo é a que nós devemos imitar, não é? Ele se sentiu sempre culpado, pensando que o que ele está fazendo agora é algo insuficiente e incompleto, apesar de ter recebido de Deus uma graça tão grande. Este tipo de humildade é uma virtude que os cristãos devem ter.

Tudo o que temos vem de Deus. Por isso, não temos nada de que nos gloriarmos diante de Deus (Ref. 1Co. 4:6-7). Se a graça de Deus que me foi dada tivesse sido dada a qualquer outro, ele teria dado mais glória a Deus, e poderia cumprir a obra do evangelho melhor do que eu. Pensando assim, devemos nos humilhar mais com o coração modesto.

O apóstolo Paulo se chamou a si mesmo “o principal dos pecadores” (1Tm. 1:15). Ele havia recebido muita graça de Deus, mas pensava que se esta graça tivesse sido dada à outra pessoa, ela teria conseguido coisas mais grandiosas do que ele. Assim se sentia aflito pensando: “Eu apenas consegui até aqui na obra de Deus por minha falta. Por isso, com toda a sua força, ele obedeceu ao evangelho de Cristo e assim se tornou o obreiro da Nova Aliança que se dedicava com afinco no evangelho, sentindo-se obrigado a pregar o evangelho a todas as pessoas, como se fosse uma pessoa endividada pelo evangelho.

Inclusive os membros que lideram, todos nós vamos ser os que seguem o caminho de graça do Pai e da Mãe, tratando os outros membros com mais modéstia e humildade e com o coração que quer servir mais. Como o publicano da parábola, humilhemo-nos e demos graças a Deus por sua abundante graça dada a estes pecadores. Irmãos e irmãs de Sião, seguindo o exemplo de Cristo, pratiquemos a humildade em nossa vida cotidiana, adorando a Deus e servindo-nos mutuamente, para que todos entremos no eterno reino dos céus.

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS