WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

Como podemos dar muitos frutos?

40 Views
FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS

Recentemente Deus permitiu-nos guiar abundantes frutos do evangelho a Sião. Com grande entusiasmo, os nossos irmãos e irmãs estão proclamando as boas-novas do céu, aonde quer que se pregue o evangelho, e estão dando bons frutos. Eles oram e pedem sinceramente a Deus que lhes permita dar mais frutos.

Se quisermos dar frutos, temos que fazer a vontade de Deus sobre todas as coisas. Deus tem-nos ensinado que podemos dar muito mais frutos quando a nossa natureza muda, e assim podemos ser agradáveis a Deus. Lembrando-nos disso, averiguemos mais sobre o segredo para dar muitos bons frutos.

Permaneçam em Deus

Jesus Cristo, sobre o princípio de produzir frutos, disse a parábola da videira, e ensinou-nos que podemos dar muitos frutos ao permanecermos em Deus.

『Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer … Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos.』Jo. 15:1-8 

Dar muitos frutos é algo muito formoso diante dos olhos de Deus. Deus é glorificado quando damos muitos frutos como Jesus disse.

Devemos esforçar-nos para pregar o evangelho até aos confins da terra, para que possamos dar frutos. O evangelho é perfeito, tem o poder de salvar todas as pessoas do mundo. No entanto, se nós, que somos ministros do evangelho, não tivermos natureza semelhante à de Cristo, senão que continuemos a ser mundanos, as pessoas não responderão com graça ao evangelho que pregamos.

Pensemos em como fazer com que as pessoas sintam com graça a nossa pregação. Se a água da melhor fonte for colocada num vaso sujo, nem mesmo um homem sedento quererá bebê-la. O evangelho é muito precioso, e tem um objetivo. Se não levarmos uma vida digna do evangelho, como poderemos pregar, com valor, o evangelho?

Agora devemos preparar-nos como ramos que podem dar muitos e formosos frutos diante dos olhos de Deus. Então, vamos pensar a respeito da perseverança, uma das características que devemos ter.

Com a vossa perseverança ganhareis a vossa alma

Jesus mostrou vários tipos de fé através da parábola do semeador, e ensinou que podemos dar frutos com perseverança.

『Este é o sentido da parábola: a semente é a palavra de Deus … A que caiu na boa terra são os que, tendo ouvido de bom e reto coração, retêm a palavra; estes frutificam com perseverança.』Lc. 8:11-15 

A semente que cai à beira do caminho, em solo rochoso, ou, entre espinhos, não pode dar frutos. Mas, a semente que cai em boa terra são os que, tendo ouvido de bom e reto coração, retêm a palavra. Por isso, este tipo de semente produz bons frutos com perseverança por guardar a palavra de Deus. A perseverança é indispensável para que o nosso coração seja uma semente que caia em boa terra e dê fruto: a cem, a sessenta e a trinta por uma.

『É na vossa perseverança que ganhareis a vossa alma.』Lc. 21:10-19

『… Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.』Hb. 10:32-36

Pode obter-se resultado gracioso somente ao saber esperar com perseverança. Logo que um agricultor semeia sementes, se ele cavar o solo do campo por não ver frutos, como poderá colher frutos? Assim como o agricultor, temos que esperar que a semente brote, floresça e dê fruto. Nós também devemos ter perseverança. Na verdade, a perseverança é um adubo indispensável para que uma semente que caia em boa terra possa produzir muitos e bons frutos.

Deus permitiu-nos a vida eterna (1Jo. 2:25). Para receber o cumprimento dessa promessa, é necessário ter perseverança. Como filhos de Deus devemos dar formosos frutos com perseverança, para que Deus seja glorificado e possamos ter parte na vida eterna.

Quem se ira facilmente faz loucuras

Precisamos de paciência em vários tipos de situação. Mas, no meio deles, em particular controlar a ira, guia-nos a dar como resultado um formoso fruto do Espírito por meio de amor e paz. Temos que praticar a paciência e viver em paz, deixando de lado qualquer ira, tanto em casa como na igreja. Quanto mais paciente formos, mais frutos daremos.

『O que presto se ira faz loucuras, e o homem de maus desígnios é odiado.』Pv. 14:17

『O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura.』Pv. 14:29

『Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito, do que o que toma uma cidade.』Pv. 16:32

O livro de Provérbios nos diz repetidamente que quem facilmente se ira faz loucuras. O que se ira rapidamente comete loucuras e depois sente-se culpado e arrepende-se. Podemos dar mais glória a Deus quando temos paciência e autocontrole sobre a nossa ira.

Deus é tardio para irar-se. Ele é a videira e nós somos os ramos. Se nos iramos rapidamente, como podemos dizer que somos seus ramos? Jesus disse que podemos dar muitos frutos por permanecer nele. Por isso, se quisermos dar frutos, temos que participar da natureza de Deus, controlando a nossa ira.

Se formos postos em situações difíceis de suportar, devemos controlar-nos, contando até dez. Não podemos evitar as situações que nos irritam, mas podemos suportá-las. O que se tarda em irar-se é sábio e prudente.

Qualquer que se ire contra seu irmão será culpado de julgamento

Deus quer que seus filhos participem da sua natureza divina (2Pe.1:4). Ele adverte-nos que se não participarmos da sua natureza divina e nos entregarmos à natureza mundana e pecadora, nunca entraremos no reino de Deus.

『… Eu, porém, vos digo que todo aquele que [sem motivo] se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo.』Mt. 5:21-22

Jesus disse que qualquer que se irar contra seu irmão ou o insultar irá ao fogo do inferno. Deus fez-nos essa advertência com o objetivo de que não percamos a nossa salvação. Para aprimorar os nossos corações, para fazer completa a nossa salvação, devemos compreender a vontade de Deus e obedecê-la.

É o tempo de participar da natureza divina, amando-nos uns aos outros. O reino dos céus não pertence aos que têm seu temperamento que ressalta ira e agressividade.

『Não te associes com o iracundo, nem andes com o homem colérico, para que não aprendas as suas veredas e, assim, enlaces a tua alma.』Pv. 22:24-25

『Homem de grande ira tem de sofrer o dano; porque, se tu o livrares, virás ainda a fazê-lo de novo.』Pv. 19:19

Deus nos disse para não fazermos amizade com o iracundo. Mesmo se o tirarmos de uma situação difícil, ele se irará de novo e se ofenderá novamente. O que se ira age com loucura perdendo a calma e o controle de si mesmo.

Estupidez e destruição pela ira

Naamã, comandante do exército do rei da Síria, pôde evitar cometer uma loucura simplesmente aceitando o conselho dos seus servos.

『Veio, pois, Naamã com os seus cavalos e os seus carros e parou à porta da casa de Eliseu. Então, Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será restaurada, e ficarás limpo. Naamã, porém, muito se indignou e se foi … E voltou-se e se foi com indignação. Então, se chegaram a ele os seus oficiais e lhe disseram: Meu pai, se te houvesse dito o profeta alguma coisa difícil, acaso, não a farias? Quanto mais, já que apenas te disse: Lava-te e ficarás limpo. Então, desceu e mergulhou no Jordão sete vezes, consoante a palavra do homem de Deus; e a sua carne se tornou como a carne de uma criança, e ficou limpo.』2Rs. 5:1-14

Quando Naamã foi a Israel para procurar uma cura para a sua lepra, Eliseu não saiu a recebê-lo, e apenas lhe enviou um mensageiro. Então, Naamã ficou furioso e quis ir embora. Já que se irou e perdeu a calma com o mínimo de provocação, ele esqueceu o seu propósito. Afortunadamente, os seus servos usaram palavras sábias para persuadi-lo a obedecer à instrução de Eliseu, e assim foi curado da sua lepra.

A ira faz-nos perder o sentido e a razão. Por isso, Deus enfatiza que um homem louco se ira rapidamente.

De agora em diante, não cometamos mais essa loucura. Deus disse: “Amarás o teu próximo”, “Amarás o teu irmão como a ti mesmo”. Lembrando sempre destas palavras, removamos com amor a loucura chamada de ira.

O rei Saul é um exemplo de ira que causou loucura.

『… e voltando também Davi de ferir os filisteus, as mulheres de todas as cidades de Israel saíram ao encontro do rei Saul, cantando e dançando, com tambores, com júbilo e com instrumentos de música. As mulheres se alegravam e, cantando alternadamente, diziam: Saul feriu os seus milhares, porém Davi, os seus dez milhares. Então, Saul se indignou muito, pois estas palavras lhe desagradaram em extremo; e disse: Dez milhares deram elas a Davi, e a mim somente milhares; na verdade, que lhe falta, senão o reino? Daquele dia em diante, Saul não via a Davi com bons olhos. No dia seguinte, um espírito maligno, da parte de Deus, se apossou de Saul …』1Sm. 18:5-10

Saul sentiu-se desgostoso porque o povo aclamava a Davi mais do que a ele. Ter um oficial excelente faz com que a nação se levante mais firme e poderosa, e assim também é bom para o rei. Mesmo assim, Saul irou-se facilmente por ciúmes de Davi e o Espírito de Deus saiu dele dando lugar a um espírito maligno.

Finalmente Saul perdeu a graça de Deus e morreu miseravelmente. A Bíblia disse que Deus se arrependeu de ter posto Saul por rei (1Sm. 15:35). A ira foi a causa de toda a sua miséria.

O amor não se irrita

O amor é paciente e benigno. Não tem inveja, mas alegra-se da verdade. Temos que alegrar-nos com os nossos irmãos e irmãs, desejando-lhes o bem sinceramente. Se algum de nossos irmãos prosperar, o nosso Pai e a nossa Mãe são glorificados, não é?

Os filhos de Deus devem ter não somente fé, mas também uma boa personalidade. Assim como a nossa Mãe nos tem ensinado, tenhamos um coração como um amplo mar, para que possamos cobrir os erros dos nossos irmãos e irmãs.

『Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Edom e por quatro, não sustarei o castigo, porque perseguiu o seu irmão à espada e baniu toda a misericórdia; e a sua ira não cessou de despedaçar, e reteve a sua indignação para sempre.』Am. 1:11

Deus não se agrada com os que se iram facilmente. Virão a ira e o castigo de Deus sobre tais pessoas.

Removamos do nosso coração todas as impurezas mundanas. Alguns mesmos se alegram com a infelicidade dos outros, vendo isto como uma oportunidade para seu próprio benefício. Mas, nós não devemos ser assim. Todos nós somos um em Cristo. Para nós, membros da família celestial, somente existe o ensinamento de dar o amor aos outros, não de irar-se contra os outros.

『Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus.』Tg. 1:19-20

Como está escrito, a ira do homem não faz a justiça de Deus. O amor não se irrita facilmente (1Co. 13:5). De acordo com os ensinamentos do nosso Pai e da nossa Mãe celestiais, tendo a esperança no reino dos céus, vamos todos participar da natureza divina, para que possamos ser lindos filhos de Deus, de modo a acrescentar à nossa fé a virtude; à virtude, o conhecimento; ao conhecimento, o domínio próprio; ao domínio próprio, a perseverança; à perseverança, a piedade; à piedade, a fraternidade; e à fraternidade, o amor (2Pe. 1:4-8).

Deem frutos com paciência e amor

Um estudo científico recente examinou as mudanças físicas em 12 pares de namorados profundamente apaixonados. Segundo o relatório, quando estavam apaixonados, os níveis de testosterona decresciam dramaticamente nos homens, porém se elevavam nas mulheres. A equipe de pesquisa explicou este fenômeno físico como um processo de assemelhação entre si. Quando nos amamos uns aos outros, experimentamos mudanças em nossos corpos para nos parecermos uns aos outros.

O amor é fazer abrandar o nosso temperamento e adaptar-nos aos outros. Ainda que o nosso estilo, insistências e pensamentos não sejam aprovados, não devemos irar-nos. Se persistirmos teimosamente em nossa própria insistência, se levantarão a ira e o desacordo. Mas, se nos controlarmos e aceitarmos as ideias dos outros ao invés de persistirmos em nosso próprio pensamento, pode surgir um consenso e em consequência podemos obedecer ao mandamento de Deus: “Ameis uns aos outros”.

Todos nós somos irmãos e irmãs que se reencontraram por meio do sacrifício do Pai e da Mãe celestiais. Se um irmão não sabe como fazer algo, vamos ensinar gentilmente e dar uma ajuda para que ele possa fazê-lo bem. E, se ele conseguir fazer algo bem ou melhor que nós, demos verdadeiros aplausos e parabéns sem restrições. Fazendo isto, todos iremos parecer-nos a Deus e seremos sem mancha e sem defeito.

A ira distancia-nos de Deus, e faz com que um espírito maligno entre em nós. Quando vencemos a ira, podemos permanecer em Deus e dar muitos frutos que lhe agradem. Queridos irmãos e irmãs de Sião, todos demos muitos belos frutos com paciência e amor!

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS