WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

Aprendam a contentar-se

38 Views
FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS

Agora o evangelho está se difundindo rapidamente no mundo inteiro, e creio que é o resultado do poder do Espírito Santo que Deus tem dado mais a nossos irmãos e irmãs, porque se alegram aonde quer que eles vão e sempre lhe dão graças por tudo.

Eles trabalham alegremente para expandir o evangelho, ainda que os locais da evangelização sejam difíceis devido às condições econômicas e socioculturais. Todos eles dizem que caminham mais próximos ao Pai e à Mãe em meio às situações difíceis. Já que estão sempre alegres e agradecidos apesar das dificuldades e aflições, o evangelho pode expandir-se rapidamente ao mundo inteiro, não é? Vendo meus irmãos e irmãs ter um coração que se contenta, me sinto muito orgulhoso deles, pensando: “De verdade, digna é nossa família celestial! Realmente são nossos irmãos e nossas irmãs!”

A atitude dos missionários que se contentam em qualquer situação

Houve um casal jovem de missionários que foi para a missão mundial às regiões exteriores que não são boas ao serem comparadas com a Coreia. Mesmo em circunstâncias desfavoráveis, eles tratam os membros e os vizinhos sempre com um semblante lindo e sorridente, e mostram bom exemplo de tomar a iniciativa voluntariamente ao fazer algum trabalho duro. Assim estão dando bons frutos do evangelho em abundância. Para onde quer que eles vão, porque o coração sincero é notável e reconhecido, eles recebem muitos elogios entre os irmãos locais.

Estive trocando e-mails com eles. Uma vez lhes perguntei se tinham alguma dificuldade. Então, eles me responderam dizendo que estavam mais agradecidos a Deus que os tinha enviado ali, porque ao pregar o evangelho num país pobre e não num rico, conseguiram compreender o quanto o nosso Pai havia sofrido quando começou o seu ministério nesta terra, e com quanta ansiedade a nossa Mãe havia cuidado de cada filho. Fiquei profundamente comovido ao ver que se contentavam mesmo em circunstâncias tão difíceis e que sempre davam graças ao Pai e à Mãe.

Esta é a atitude de fé que Deus quer que tenhamos. É preciso guardar os mandamentos para entrar no reino dos céus. É também necessário que renasçamos em Deus. Seria só uma cerimônia externa guardarmos somente os mandamentos sem sermos renovados interiormente.

『… porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez.』 Fp. 4:10-12

Se alguém que sabe ficar contente vai a um país estrangeiro para a missão exterior, poderá adaptar-se em toda e qualquer situação, pois já sabe contentar-se como Paulo. No entanto, se fizermos reclamações e queixas ao vermos a situação atual, não poderemos dar frutos nem fazer a vontade de Deus. O mesmo acontece com a obra missionária dentro do país. Há um plano de Deus para a situação que enfrentamos, e Deus nos guia a lugares que tem preparado para nós, a fim de nos refinar como o ouro e a prata, e dar-nos bênçãos. Devemos crer nisso.

Dai graças em tudo

A gratidão flui do coração que sabe contentar-se. A murmuração e a queixa surgem onde não há contentamento. A ganância do homem não conhece limites, quanto mais tem, mais quer. Mas, nós, que buscamos as coisas de cima e corremos atrás delas, devemos contentar-nos e dar graças em tudo, com uma atitude que agrada a Deus.

『E que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam. Vivei em paz uns com os outros. Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos. Evitai que alguém retribua a outrem mal por mal; pelo contrário, segui sempre o bem entre vós e para com todos. Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.』 1Ts. 5:13-18

Dar graças em tudo é estar agradecido em qualquer situação, seja favorável ou desfavorável. Esta é a vontade de Deus para conosco.

Agora vejamos nossos irmãos e irmãs, e avaliemos cuidadosamente nossa situação atual. Alguns deles nos dão bons exemplos que temos que aprender, mas outros ainda têm defeitos em sua personalidade, e mostram exemplos desfavoráveis que devemos evitar. Às vezes somos postos sob circunstâncias favoráveis, e outras vezes, sob circunstâncias desfavoráveis. No entanto, todas as nossas circunstâncias são as mais favoráveis, pois têm sido dadas a nós por Deus para o nosso bem espiritual. Se entendemos a vontade de Deus, não podemos deixar de agradecer a ele mesmo dando-lhe graças dez milhões de vezes ao dia.

『Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação mediante nosso Senhor Jesus Cristo.』 1Ts. 5:9

Deus nos tem chamado para Sião e nos tem concedido a salvação. O que mais podemos querer? Deus nos tem dado todas as coisas boas. Por isso, devemos estar sempre alegres, orar sem cessar, e dar graças em tudo.

Quando não sabemos dar graças, podemos perder algo precioso

Mesmo estando numa situação favorável, se nos apegamos continuamente a uma parte que parece insuficiente por enquanto, pode haver murmuração e queixa no lugar do agradecimento. A seguinte história é um bom exemplo para esse caso.

Havia um casal de noivos nos Estados Unidos. O homem queria dar à sua noiva um presente inesquecível e maravilhoso naquele dia de Ano Novo, assim preparou com todo o coração cinco caixas de presentes e as presenteou à sua futura esposa.

Com o coração palpitante, ela abriu a primeira caixa, nela havia um suéter azul. Ao vê-lo, ela fez uma cara feia. O noivo disse: “Acaso não queria este suéter azul da última vez, quando você disse que era muito bonito”. Então, ela disse com tom descontente: “Essa era a moda do ano passado. A cor da moda deste ano é laranja. Agora quero um suéter laranja”.

O homem lhe deu outra caixa dizendo: “Isto é o que queria ter. Estou certo de que deste você gostará”. O segundo presente era uma carteira de muito boa qualidade, feita de couro de crocodilo genuíno. Seu centro era protuberante, e estava desenhado com a forma da boca de um crocodilo. Ela disse que não gostava por causa do desenho infantil, e deixou a carteira de lado. A terceira caixa continha sapatos, a quarta um anel, e a quinta um colar. Porém, ela não se agradou de nenhum presente e murmurava.

O homem disse com uma voz decepcionada: “Agora tenho que trocar”. Ela se mostrou muito contente e lhe disse: “Vamos trocar os presentes agora mesmo”. Mas o homem disse friamente: “Não, não vou trocar os presentes, o que eu preciso é trocar minha noiva por outra”.

A pessoa, que sempre murmura e se queixa, é ingrata por qualquer presente que recebe, mesmo que seja maravilhoso. Ao contrário, uma pessoa que se contenta é agradecida pelo presente, seja ele pequeno ou grande, compreendendo o coração de quem o deu para lhe agradar. Se aquela noiva fosse uma pessoa que soubesse dar graças, teria recebido mais presentes. Ficando grata pela boa vontade de quem preparou os presentes, se ela tivesse dito que queria um suéter laranja, seu noivo teria comprado esse suéter também. Ela estava descontente com todos os preciosos presentes, e finalmente foi abandonada pelo seu noivo carinhoso. Igualmente hoje, a maioria das pessoas deixa de dar graças pelas coisas com que deveriam estar agradecidas, porque não compreendem seu valor. Assim elas, imprudentemente, chegam a perder o que é realmente precioso.

Não vos conformeis com este século ingrato

Vamos deixar o hábito de estar descontentes e murmurar. Jesus disse que os homens terão que prestar contas no dia do juízo de toda a palavra ociosa que tenham falado (Mt. 12:36-37). Se falarmos uma palavra de gratidão, nos aproximaremos um passo mais perto do céu, e se pronunciarmos uma murmuração, nos aproximaremos um passo mais para o inferno.

『Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.』 2Tm. 3:1-5

A Bíblia nos ensina a não nos conformarmos com este século ingrato. As pessoas facilmente se esquecem dos favores recebidos. Tendem a atribuir o êxito a si mesmas, porém, no caso de ter fracasso culpam outras pessoas. São mal-agradecidas, e dificilmente se comovem e nem se mostram agradecidas. Não dão graças pela misericórdia de Deus. Reclamam por qualquer coisa. Jesus nos disse que devemos evitar tais pessoas. Devemos aprender a atitude de sermos agradecidos, através dos ensinamentos de Deus.

Nos dias de Jesus, os dez leprosos foram todos curados pela palavra de Jesus, mas somente um deles voltou para dar graças a Jesus, porque tinha sido curado, e Jesus se lamentou por isto (Lc. 17:11-19).

Devido às dificuldades econômicas, talvez muitos de nós sofram financeiramente. Nesta situação difícil, no entanto, se entendermos a vontade de Deus e dermos-lhe graças, seremos abençoados com uma melhor situação. Num certo país, a maioria dos seus habitantes vive com uma renda que é apenas 10% da renda do povo coreano, mas eles não se queixam da sua situação. Considerando isto, as pessoas que realmente são pobres e infelizes são as que não sabem contentar-se.

Há o reino dos céus para nós. Por esta razão, mesmo estando numa situação difícil, não devemos ficar desanimados e entristecidos, porque temos o maior e mais precioso tesouro do mundo.

Quando estamos agradecidos, surgem os resultados que nos trazem agradecimentos

Quando nos contentamos e nos satisfazemos, podemos entender a vontade de Deus e a razão pela qual Deus nos põe em certas situações. Agora pensemos no que podemos fazer por Deus, quem se sacrificou para salvar e guiar-nos ao reino dos céus.

『Jurou o SENHOR dos Exércitos, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e, como determinei, assim se efetuará.』 Is. 14:24

O pensamento e a administração de Deus se cumprirão de todas as maneiras. Dar graças em tudo é o pensamento de Deus e sim a sua administração. Por isso, aos que sabem agradecer, Deus dará os resultados que trazem agradecimentos; pelo contrário, aos que murmuram, os resultados que os façam murmurar. Em qualquer circunstância e situação, devemos ter uma fé que sabe agradecer diante de Deus.

A alegria vem do contentamento, e desaparece quando aparece o descontentamento. Se alguém de nós estiver descontente, não poderá formar-se Sião onde transbordam alegria e felicidade. Quando todos nós contentamo-nos com o que temos, seja muito ou pouco, Sião será perfeitamente formosa diante dos olhos de Deus.

Estamos muito agradecidos por Deus nos salvar. Quanto mais agradecidos devemos estar por ter-nos confiado este precioso ministério como os obreiros da Nova Aliança! Ao pregarmos o evangelho, não importa quem somos e nem que posição temos na igreja.

O descontentamento vem da ganância, como diz o provérbio: “A ganância não tem limites”. Quem se contenta com o que ele tem sabe viver feliz e satisfeito. Mas, quem não se contenta quer sempre mais do que tem, e sempre inventa algo por cobiça para ganhar mais.

Aprendamos a contentar-nos e a estar alegres em tudo. Quando estamos em circunstâncias difíceis, devemos pensar na vontade de Deus que nos colocou nessas circunstâncias, e suportá-las com um coração agradecido. O profeta Jonas foi posto numa terrível situação de estar no ventre de um peixe. Se ele tivesse reclamado dessa situação, não teria sido capaz de cumprir o propósito de Deus que era salvar cerca de 120 mil pessoas de Nínive. Mas, ele compreendeu o seu erro e se arrependeu. Depois de sair fora do ventre do peixe, ele pregou valentemente a mensagem de Deus, não poupando a sua própria vida e dando graças a Deus que o tinha resgatado da morte.

Os que murmuram não se contentam com nada. Deus pôs Jonas numa situação desesperadora, e através disso, permitiu-lhe ter a atitude de fé correta e alcançar um glorioso resultado merecedor da recompensa eterna.

A destruição dos que murmuram

Não devemos perder o ânimo por nossas circunstâncias. Como Jonas, devemos lembrar-nos da graça de Deus e dar agradecimentos até mesmo numa situação difícil.

『E beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto … Nem murmureis, como alguns deles murmuraram e foram destruídos pelo exterminador. Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado. Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia.』 1Co. 10:4-12

As queixas são uma expressão de descontentamento e insatisfação. Durante a peregrinação dos israelitas pelo deserto, quando sentiam alguma inconveniência, muitos deles murmuravam imediatamente, dizendo: “Não tem água. Não tem comida. Por que Deus não nos guiou por um caminho mais curto?” Assim eles não puderam entrar na terra de Canaã e todos os seus corpos caíram no deserto.

Se alguém sentisse uma falta em sua personalidade, esta atitude poderia ser uma virtude. Mas, se ele sentisse uma falta da sua riqueza por sua cobiça, poderia cair na murmuração. O que aconteceu com os israelitas no deserto nos serve como advertência. Quando enfrentamos situações difíceis, se há um propósito de Deus para nós, devemos contentar-nos, e se somos postos em situações desfavoráveis para a expansão do evangelho seguindo a vontade de Deus, devemos estar mais contentes e agradecidos. Nós, compreendendo a vontade de Deus que nos disciplina por meio de diversas situações, até que entremos no reino dos céus, devemos dar graças a Deus em qualquer condição e situação. Enquanto isso, se orarmos para que possamos encontrar todos os nossos irmãos, Deus estará alegre e nos dará mais bênçãos.

Em todas as coisas está refletida a vontade de Deus. Devemos perscrutar esta vontade divina. Mesmo que estejamos fisicamente pobres e imperfeitos, pensando que somos espiritualmente ricos, sejamos os filhos que se esforcem mais pelo evangelho, superando todas as circunstâncias ao invés de sermos sucumbidos diante delas.

Expressemos habitualmente nossa gratidão às pessoas ao nosso redor. Segundo os ensinamentos que Deus nos deu, começando com a nossa família, através da vida que consiste em expressar agradecimento ao marido, à esposa, aos pais e aos filhos, vamos dar um passo adiante e espalhar o coração de expressar gratidão aos vizinhos, à sociedade e até ao mundo inteiro. Por não haver contentamento e agradecimento, surgem disputas e guerras, não é? Vamos esforçar-nos mais para fazer o mundo mais feliz onde todos estejam contentes e agradecidos. Este é o reino dos céus.

Quando sentirmos que nos falta algo, enchamos nosso coração com contentamento e gratidão, assim Deus nos dará abundantes frutos. Espero que todos nós em Sião levemos uma vida de contentamento e recebamos todas as bênçãos por obedecer às palavras do nosso Pai e da nossa Mãe celestiais.

FacebookTwitterEmailLineKakaoSMS