WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

A Páscoa e o selo de Deus

140 Visualizações

Hoje em dia, estão ocorrendo muitos desastres em todas as partes do mundo: guerras entre as nações, conflitos étnicos, terrorismo, fomes, terremotos, frio ou calor mortais, e inundações ocasionadas pelas mudanças climáticas. Cada vez que estas coisas sucedem, as pessoas tremem de medo sem saber em quem ou no que pôr seus corações.

Na Bíblia já foi profetizado sobre os desastres vindouros e sobre o que as pessoas fariam naquele dia.

『Ainda que desçam ao mais profundo abismo, a minha mão os tirará de lá; se subirem ao céu, […] Se se esconderem no cimo do Carmelo, […] e, se dos meus olhos se ocultarem no fundo do mar, […]』Am. 9:2-9

Como está descrito nesta profecia, as pessoas tentariam desesperadamente se refugiar em qualquer lugar, porque sobreviriam terríveis desastres que os homens não suportariam.

A profecia acima não trata de algo que aconteceu há 2.800 anos, nos dias do profeta Amós, e sim da palavra de advertência do que ocorrerá no grande e terrível dia de Jeová, no juízo final.

O último desastre que não pode ser evitado pelos métodos humanos

As pessoas modernas que vivem na época do desenvolvimento científico e tecnológico, sentem temor dos desastres vindouros e do fim da humanidade, e procuram várias maneiras de escapar. Fazem todos os esforços possíveis para encontrar um refúgio debaixo da terra ou no fundo do mar ou em algum outro planeta, a fim de escapar da ameaça de armas nucleares capazes de aniquilar todas as espécies de criaturas sobre a terra, não apenas por uma, mas por várias vezes. Um submarino atômico para fugir ao fundo do mar, uma astronave para subir ao céu, e mais métodos estão em discussão. Segundo um jornal diário, os Estados Unidos têm construído um refúgio para a Casa Branca embaixo do monte Weather, e se diz que em vários lugares do país, noventa e sete cidades subterrâneas foram construídas como abrigo para o caso de uma emergência.

Contudo, a Bíblia diz claramente que mesmo usando estes tipos de métodos científicos, ninguém poderá escapar da ira terrível de Deus. Também está escrito que o último desastre sobrevirá sobre toda a terra, e não somente sobre uma parte dela.

『Pois há de sobrevir a todos os que vivem sobre a face de toda a terra.』Lc. 21:35

『A terra será de todo devastada e totalmente saqueada, […] Porque será na terra, no meio destes povos, […]』Is. 24:3-13

Sendo assim, através da Bíblia, vamos verificar como sobrevirão os desastres que atingirão toda a Terra e todos os povos do mundo.

『Ora, os céus que agora existem e a terra, pela mesma palavra, têm sido entesourados para fogo, estando reservados para o Dia do Juízo e destruição dos homens ímpios. […] Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas.』2Pe. 3:7-10

A Bíblia diz que os céus e a terra têm sido entesourados para fogo, estando reservados para o Dia do Juízo. Por isso, o desastre que sobrevirá ao mundo inteiro será com fogo. Quando esse dia vier, os céus serão destruídos com fogo e todas as coisas serão queimadas e se desfarão no calor. Esse dia será um dia de angústia em que até os guerreiros tremerão de medo e gritarão amargamente.

Mas, para esta situação terrível e temível, Deus tem preparado um caminho para escapar do desastre e tem dado a conhecer o caminho da salvação. Deus nos permite as notícias de salvação só através da Bíblia e ensina detalhadamente a maneira de sermos salvos, a qual não será feita com equipamentos de alta tecnologia pelos cientistas.

A promessa de Deus que está na “Páscoa, a qual nos protege dos desastres”

Então, vamos ler com olhos, ouvidos e coração abertos, a palavra de Deus para saber onde está a promessa de Deus que nos protege dos desastres.

『[…] é a Páscoa do SENHOR. Porque, naquela noite, passarei pela terra do Egito e ferirei (matarei) na terra do Egito todos os primogênitos, desde os homens até aos animais; […] O sangue (sangue do cordeiro da Páscoa) vos será por sinal nas casas em que estiverdes; quando eu vir o sangue, passarei por vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito. […]』Êx. 12:11-14

No tempo do Êxodo, quando foi derramada sobre o Egito a praga destruidora que matava todos os primogênitos, os anjos da morte passaram por cima das casas dos israelitas que tinham guardado a Páscoa, sem derramar nenhuma praga sobre elas. Por esta razão, a palavra Páscoa se derivou do hebraico que significa “passar por cima”. Neste sentido, a Páscoa é expressada como 逾越(Yuyue) em chinês, Passover em inglês, πασχα(Paskha) em grego e js’P(Pessach) em hebraico.

Tais histórias em que as pragas passaram sem causar nenhum dano por causa da Páscoa foram registradas para servir de advertência para nós que temos enfrentado o fim do mundo. Nós podemos compreender ainda mais a importância da Páscoa através da história de Israel que foi rebelde e cometeu atos perversos por não acreditar no poder da Páscoa, e através da história de Ezequias, o rei de Judá, que guardou a Páscoa preciosamente.

Ezequias, o rei de Judá, leu todas as palavras do Livro da Aliança que fora encontrado na Casa do SENHOR durante a sua reparação e restauração. Ele compreendeu a aliança de Deus e enviou os correios por todo o Israel e Judá, para que pudessem celebrar a Páscoa que não tinham guardado por muito tempo. Quando os correios comunicaram a ordem do rei: “Vinde a Jerusalém a celebrar a Páscoa”, Israel do Norte riu e zombou deles; e alguns anos depois, caiu perante a Assíria (2Rs. 18:9-12). Mas, Judá celebrou a Páscoa sagradamente e pôde resistir ao ataque da poderosa Assíria com o grande poder de Deus (2Cr. 30:1-27, 2Rs. 18:13-19:37).

E a Bíblia nos mostra que nestes últimos dias também, existem os que receberão terríveis pragas e o povo que escapará delas com a ajuda de Deus.

『Depois disto, vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da terra, conservando seguros os quatro ventos da terra, […] outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, […] dizendo: Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus. […]』Ap. 7:1-4

A única forma de escapar das últimas pragas é receber o selo de Deus. Então, o que é o selo de Deus? A Bíblia profetiza que o sangue do cordeiro da Páscoa se tornará em “o selo de Deus” e salvará das últimas pragas o povo de Deus.

Na época do Êxodo, os israelitas puseram o sangue do cordeiro pascal de um ano em ambas as ombreiras e na verga da porta, e aquele sangue se tornou em um sinal. Por isso eles puderam ser salvos da terrível praga da destruição dos primogênitos. O cordeiro da Páscoa do Antigo Testamento representa Jesus na época do Novo Testamento.

『[…] Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado. […]』1Co. 5:7-8

Ninguém pode escapar das últimas pragas sem o “sangue de Jesus Cristo”, o Cordeiro da Páscoa.

Quando os anjos, que têm o poder de fazer dano à terra e ao mar, soltarem os ventos (guerra), os terríveis desastres virão sobre a terra (Ref. Ap. 7:1-). Para fazer com que as últimas pragas passem por cima do seu povo, Deus põe o seu “selo” nas frontes dos seus filhos. O “selo de Deus” é o selo da salvação por meio do qual o povo de Deus pode escapar dos desastres.

『e lhe disse: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal a testa dos homens que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. […] matai a velhos, a moços e a virgens, a crianças e a mulheres, até exterminá-los; mas a todo homem que tiver o sinal não vos chegueis; começai pelo meu santuário.』Ez. 9:4-6

Deus deu a ordem aos anjos destruidores que matassem a quem primeiro? Disse-lhes que começassem com os anciãos (líderes) das falsas igrejas, que não têm em sua fronte a marca, o selo de Deus, o sangue do Cordeiro da Páscoa.

De acordo com as profecias da Bíblia, agora vivemos nos dias das últimas pragas. Deus está nos despertando para ver a verdade com a qual podemos escapar das pragas somente por meio do “selo de Deus” e também nos mostra que a sua obra de selar os seus filhos começará do oriente, onde nasce o sol, e se estenderá até ao ocidente.

『Vi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, […]』Ap. 7:2

Se for visto a partir da ilha de Patmos onde o apóstolo João recebeu a revelação, o lugar de onde começa a obra de pôr o selo de Deus deve ser o oriente, onde nasce o sol, para que seja cumprida a profecia acima.

O selo de Deus é posto sobre os que pertencem a Deus

Quem celebra a Páscoa, passa a conhecer que Deus habita nele, e ele, em Deus (Jo. 6:56, 15:4-8). Através da Páscoa, nós que habitamos em Deus, pertencemos a ele.

『Mas aquele que nos confirma convosco em Cristo […] que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração.』2Co. 1:21-22

Sobre esta parte, na Nova Tradução na Linguagem de Hoje está escrito: “Como dono ele pôs a sua marca em nós”. De fato, Deus nos selou para nos marcar como “sua possessão”.

Então, vamos verificar que bênçãos Deus dá a nós que pertencemos a ele.

『[…] ó Jacó, […] Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. […]』Is. 43:1-3

Deus nos tem feito sua possessão ao pôr em nós o seu selo através da verdade da Páscoa. Ele prometeu firmemente nos proteger de quaisquer desastres terríveis que aconteçam. Agora Deus está chamando os seus filhos, que vivem nos dias dos desastres, a celebrar a Páscoa, de modo a escaparem das últimas pragas.

Antes que os anjos soltem os ventos (guerra) que estão detendo, devemos pregar a Páscoa da Nova Aliança, que é o selo de Deus, ao mundo inteiro, para cumprir a vocação dos mensageiros que anunciam as notícias da salvação.

Irmãos e irmãs de Sião, dando graças a Deus por nos tornar sua preciosa possessão, todos participemos da obra da salvação que Deus administra nesta época.