WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

A Preocupação que Tive por Dezenove Anos Se Converteu em uma Alegria que Não Posso Conter

Seo Mi-gyeong, de Seul, Coreia do Sul

339 Visualizações

“… vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria. A mulher, quando está para dar à luz, tem tristeza, porque a sua hora é chegada; mas, depois de nascido o menino, já não se lembra da aflição, pelo prazer que tem de ter nascido ao mundo um homem.” Jo. 16:20-21

“A tristeza se converterá em alegria”, “A dor de dar à luz é enorme, mas quando a criança nasce, ela se esquece da aflição por causa da alegria”. Estes são os versículos que eu gosto e leio com frequência. Experimentei o poder destas palavras através de minha mãe que nasceu como filha de Deus Elohim dezenove anos depois de escutar a verdade pela primeira vez.

Minha mãe era tão apaixonada em sua fé que inclusive era líder de um grupo de pregação em uma igreja protestante. Meu tio, que não conhecia a Deus, tornou-se pastor porque ela pregou para ele. Mas, depois, ficou decepcionada com a igreja e se converteu ao budismo. Antes disto, ela era apaixonada mais que qualquer um.

Ela costumava ter ideias fixas sobre a Igreja de Deus com seu próprio conhecimento bíblico, mas depois de participar de eventos para a família que foram realizados no Instituto de Treinamento Okcheon Go&Come, logo depois de meu casamento, recebeu a bênção de uma nova vida. Foi um grande milagre, mas o milagre parecia ter parado ali; minha sogra, que aceitou a verdade junto com minha mãe, tornou-se obreira do evangelho; mas minha mãe não frequentava Sião.

Minha mãe nunca mudou de ideia, mas por volta da Páscoa do ano passado decidiu guardar os mandamentos de Deus. Um dia, queixei-me de algo diante dela, o que desempenhou um papel decisivo na mudança de sua mente.

“Quando alguém me pergunta se minha família também frequenta a igreja comigo, tenho que dizer que ninguém da minha família vem comigo. Isso me entristece.”

Minhas palavras ficaram gravadas em sua mente. Disse que havia tomado uma decisão, pensando: “Não sei o que acontecerá com minha alma, mas tenho que ir à Igreja de Deus com minha filha”. Ela vinha à Igreja apenas por consideração a mim, por isso sua fé não era firme apesar de guardar os cultos. Ela não dizia “amém” nem podia acreditar na segunda vinda de Jesus em seu coração. Contudo, o ditado: “Muitos poucos fazem muito”, estava correto. À medida que guardava os cultos, aceitou Cristo Ahnsahnghong, que foi quem trouxe o vinho velho da Páscoa, como o Salvador desta época segundo a profecia de Isaías 25.

A fé se enraizou em seu coração e começou a crescer com rapidez. Minha mãe compreendeu o amor e o sacrifício do Pai e da Mãe celestiais no profundo de seu coração e experimentou a alegria de crer em Deus.

Um dia, alguém em seu local de trabalho perguntou: “Por que temos que crer em Deus?”, aos cristãos que estavam reunidos ali. Ninguém pôde responder, mas minha mãe explicou:

“Todos, incluindo nossa família e amigos, nos deixam quando não lhes agradamos, mas Deus não. Ele é confiável. Já que Deus me ama até o fim, sinto confiança e felicidade em tudo o que faço”.

Como ela disse com uma fé segura, todos consentiram. Ao escutar o que ela disse, senti mais uma vez que sou uma pessoa feliz por ser amada por Deus.

Gloriar-se do Pai e da Mãe celestiais diante de qualquer um que conheça e guiá-lo a Sião; estas obras se converteram em seu prazer. As fragrâncias de Sião sobre as pessoas que ela guiou transbordam: uma de suas colegas ia à igreja porque sua sede espiritual não se saciava inclusive depois de ler a Bíblia setenta vezes; ela apenas se feria ali e finalmente foi guiada à verdade; e uma de suas conhecidas abriu seu coração através das constantes visitas de minha mãe apesar da longa distância etc.

Quando vejo minha mãe dizer: “Estou feliz de ser filha do Pai e da Mãe celestiais” e cantar o Novo Cântico com alegria, sinto que estou sonhando. Sempre estive orando a Deus para que minha mãe cresse em Deus Elohim cem por cento, amasse a Deus cem por cento e se convertesse em obreira do evangelho. Deus escutou todas as minhas orações e concedeu meu desejo.

Pai e Mãe celestiais, realmente agradeço por converter minhas preocupações em uma alegria que não posso conter. Oro com sinceridade mais uma vez para que me permitam entrar no reino dos céus com minha mãe sem falta.