WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

A Luz do Evangelho e o Relâmpago

877 Visualizações

“Todas estas coisas disse Jesus às multidões por parábolas e sem parábolas nada lhes dizia; para que se cumprisse o que foi dito por intermédio do profeta: Abrirei em parábolas a minha boca; publicarei coisas ocultas desde a criação [do mundo].” Mt. 13:34-35

Jesus falou por parábolas para revelar os segredos do reino dos céus aos seus filhos amados. Isto porque a alguns é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a outros não lhes é concedido. Entre as parábolas da Bíblia, estudemos a relação entre o relâmpago e o evangelho.

“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho do Homem.” Mt. 24:27

1. O relâmpago é a luz

O relâmpago é uma luz forte que é produzida quando a energia atmosférica é descarregada dentro de uma nuvem. O relâmpago em um dia nublado ou em uma noite escura ilumina brilhantemente uma ampla área num instante.

2. O evangelho é a luz

A Bíblia descreve o evangelho que Cristo ilumina como a luz.

“O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz. […] Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; […]” Is. 9:2-6

O profeta Isaías profetizou: “Resplandeceu-lhes a luz”, se referindo ao fato de que Jesus viria como um homem e iluminaria o evangelho da Nova Aliança para salvar o mundo pecaminoso. Cerca de 700 anos depois do profeta Isaías, Cristo veio a esta terra como a luz e iluminou brilhantemente o mundo, mas as trevas não conheceram essa luz, e no final, cometeram o grande erro de crucificá-lo.

“A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. Houve um homem enviado por Deus cujo nome era João. Este veio como testemunha para que testificasse a respeito da luz, a fim de todos virem a crer por intermédio dele. Ele não era a luz, mas veio para que testificasse da luz, a saber, a verdadeira luz, que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem. O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. […]” Jo. 1:5-12

As trevas odeiam a luz. Por isso o malvado inimigo, o diabo, com medo de ser iluminada esta luz do evangelho, impediu para que ela não iluminasse.

“Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, […]” 2Co. 4:3-4

3. A antiga aliança e a Nova Aliança são como a lua e o sol

Não somente o evangelho da Nova Aliança é a luz, mas também o evangelho da antiga aliança era a luz. Contudo, a antiga aliança era como algo que não podia emitir luz própria. Assim como a lua não pode emanar a luz por si mesma, e sim reflete a luz do sol, a antiga aliança era uma luz tênue que brilhava refletindo a luz da Nova Aliança que apareceria. E como a lua perde a luz quando sai o sol, a antiga aliança também perdeu sua luz quando apareceu a Nova Aliança.

“[…] Quando ele diz Nova, torna antiquada a primeira (a antiga aliança). Ora, aquilo que se torna antiquado e envelhecido está prestes a desaparecer.” Hb. 8:7-13

“Porque, se o ministério da condenação (a antiga aliança) foi glória, em muito maior proporção será glorioso o ministério da justiça (a Nova Aliança). Porquanto, na verdade, o que, outrora, foi glorificado (a antiga aliança), neste respeito, já não resplandece, diante da atual sobreexcelente glória (a Nova Aliança). Porque, se o que se desvanecia teve sua glória, muito mais glória tem o que é permanente (a Nova Aliança).” 2Co. 3:9-11

Deste modo, a igreja primitiva pôs a antiga aliança debaixo dos pés e iluminou a luz do evangelho vestindo-se da Nova Aliança.

“Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés […]” Ap. 12:1

4. O evangelho da Nova Aliança é a luz para curar os pecados

Hoje em dia, muitas doenças são curadas com raio laser. Da mesma forma, a luz do evangelho da Nova Aliança é o raio que cura as doenças espirituais de muitas almas.

“Mas, para vocês que me temem, a minha salvação brilhará como o sol, trazendo vida nos seus raios (luz). Vocês saltarão de alegria, como bezerros que saem saltando do curral.” Ml. 4:2 [NTLH]

5. A luz da segunda vinda de Jesus é como a luz de sete dias

O evangelho da Nova Aliança que Jesus estabeleceu era brilhante como o sol, por isto guiou muitos à justiça. Entretanto, após a ascensão de Cristo e a morte dos apóstolos, a luz do evangelho de Cristo começou a perder sua luz pelo impedimento extremo do diabo, e a igreja se encheu do falso evangelho. E por mais de mil anos, a Idade das Trevas continuou sem a verdade. Por isso, a luz da segunda vinda de Jesus que ilumina todo o mundo brilhantemente, quebrando as densas trevas nesta época que é o fim do mundo, é uma luz muito forte digna de ser comparada com um relâmpago. Sobre esta luz, os profetas profetizaram como segue.

“A luz da lua será como a do sol, e a do sol, sete vezes maior, como a luz de sete dias, no dia em que o SENHOR atar a ferida do seu povo e curar a chaga do golpe que ele deu.” Is. 30:26

“Depois destas coisas, vi descer do céu outro anjo, que tinha grande autoridade, e a terra se iluminou com a sua glória.” Ap. 18:1

A luz mencionada na Bíblia indica a gloriosa luz de Deus, a luz do evangelho da Nova Aliança. A palavra “O relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente” é a profecia de que a luz do evangelho da segunda vinda de Cristo brilhará desde o Oriente e iluminará até o Ocidente rapidamente.

“Os seus relâmpagos alumiam o mundo; a terra os vê e estremece. Derretem-se como cera os montes, na presença do SENHOR, na presença do Senhor de toda a terra.” Sl. 97:4-5