WATV.org is provided in English. Would you like to change to English?

As Palavras que Mudaram o Coração de Naamã

2 Reis 5:1-14

295 Visualizações

Naamã, comandante do exército do rei da Síria, que tinha lepra, chegou à porta da casa do profeta Eliseu. Ele foi para ser curado da lepra. Contudo, Eliseu não saiu ao encontro de Naamã, mas lhe mandou um mensageiro, dizendo:

“Vai, lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será restaurada, e ficarás limpo”.

Naamã se foi com indignação porque pensava que o profeta de Deus iria curá-lo, invocando o nome de Deus e movendo a mão sobre o lugar da lepra.

Ele não pôde tolerar também o que lhe mandou se lavar no sujo rio Jordão, mesmo havendo outros rios limpos. Mas, o pensamento de seus oficiais era diferente:

“Se te houvesse dito o profeta alguma coisa difícil, acaso, não a farias? Quanto mais, já que apenas te disse: Lava-te e ficarás limpo. Por favor, não fique irritado, mas não seria melhor tentar?”

Pelas palavras dos seus servos, Naamã mudou o seu coração e fez o que Deus havia lhe dito através do profeta, e então, a sua carne se tornou como a carne de uma criança, e ficou limpo.

Eliseu nem sequer se apresentou diante do general do exército de um reino, e lhe deu o tratamento de se lavar em um rio sujo. Com o orgulho ferido ao ser tratado impropriamente para a sua posição social, Naamã se queixou severamente. No entanto, pelas palavras de seus servos que interpretaram a situação positivamente, ele mudou a opinião e pôde ser curado da lepra. O que teria acontecido se os servos tivessem concordado com as palavras de seu senhor irritado, para bajulá-lo? Naamã teria voltado sem nenhuma recompensa depois de ter percorrido uma grande distância, e teria sofrido da doença toda a sua vida.

Nunca devemos vacilar pelas palavras e obras negativas das pessoas ao nosso redor, mas sim buscar o que é digno de gratidão e despertá-las com as palavras. Esta é uma das importantes missões confiadas aos filhos celestiais. Tenhamos em mente que as palavras podem matar ou salvar uma vida.